NCIS New Orleans: One Good Man (3×06)

Não demorou nada nada para o prefeito Hamilton voltar aos holofotes da equipe de NCIS New Orleans pelos motivos errados. E não, não é justificativa o bastante o fato de que ele “não sabia” o que estava acontecendo com aquele time de basquete, porque na verdade ele sabia que algo acontecia, não sabia quem era, e acabou criando uma forma de desmontar a coisa para que a verdade não viesse a tona.

Eu não consigo nem imaginar o que foi ser abusado para aqueles garotos, eu não consigo imaginar o que seria ser mãe ou pai de uma criança que passa por isso, mas eu me recuso a fingir que não acontece nada. O problema é que esse é o caminho que mais gente toma, tanto que ficou claro para mim que LaSalle demorou um tempo para processar para onde toda a investigação que eles conduziam ia.

O roteiro teve muitos acertos: as soluções não vieram do nada, a boa e velha investigação aconteceu pista a pista, Pride não deixou que ninguém tomasse conclusões precipitadas e, depois, ainda garantiu que o rapaz que ainda trabalhava para o homem que tinha abusado dele se sentisse acolhido.

Como eu disse antes, não é possível imaginar como se sente uma pessoa que passou por algo assim, mas a reação do fuzileiro ao fato de ser amarrado no teste demonstra bem que não é algo que se supera.

Em paralelo a novidade do dia: Chris é pai. Gente, não sei vocês, mas achei muito estranho o fato da garota ter o menino, cria-lo até um ou dois anos, conclui pelo tamanho dele, e então aparecer na porta dizendo “ah, esse é seu filho”. Na verdade algo assim é até bem comum nas séries e filmes, não é verdade? Mas nunca ninguém pergunta para elas: e por que você não apareceu quando descobriu que estava grávida ou logo que o bebê nasceu?

Bom, no caso em questão acho que ainda precisamos de confirmação de que a moça está falando a verdade, não é mesmo? Vai saber o que ela pode estar inventando…

P.S. Ah, Loretta, sei que não é fácil saber que o filho vai virar fuzileiro e logo em seguida dar de cara com o corpo de um marinheiro morto, ainda mais considerando que nos EUA isso significa que ele pode realmente ir para a guerra. Mas eu achei muito bonito o Danny ter escolhido o mesmo caminho da mãe e do Pride. Como ele mudou!!

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta