Bull: Light My Fire (1×09)

Fico pensando na sina de Weatherly e seus personagens: ainda que Dinozzo Senior tenha se recuperado ao longos dos últimos anos, o filho teve de aguentar a barra de ter um pai trapaceiro. E agora descobrimos que Bull também tem de lidar com o passado de ter um pai que deu um golpe na cidade toda, fazendo com que o sobrenome seja sinônimo de falta de confiança.

Pelo menos agora ele descobriu que o pai não roubou o dinheiro dele, o que significa bastante – não conserta o passado, mas significa bastante.

E foi por causa do pai dele, ou da cabana que Bull comprou dele, que o nosso especialista retornou à sua cidade natal, encarando o pessoal que não gostava dele por causa do pai e acabando por encontrar um rapaz cuja “fama do sobrenome” também teve o mesmo efeito sobre sua vida (quer dizer, teria sobre a vida do Jason se ele tivesse ficado na cidade).

Claro que Bull tomou as dores do rapaz, acabando com o final de semana de folga de todo mundo, e mostrou que mesmo sem júri espelho ele tem os seus truques na manga. O fato do menino ser inocente ajudou…. E a gente não tinha gostado da tal corretora de imóveis logo de cara mesmo.

Ah, ver Bull atuando como advogado e sabendo o quanto ele não gosta deles foi divertido. No final ele leva jeito para a coisa, o que demonstra o quanto conhecer a natureza humana e ter bom senso já são metade do caminho para fazer a coisa certa.

De novo o brilho do episódio fica nos “ensinamentos do doutor Bull”: cuidado com a fofoca, na maioria das vezes é mentira. Só não sei por quanto tempo ainda o pessoal da pequena cidade vai lembrar disso antes de cair no mesmo erro. Desconfio que o comandante dos bombeiros tenha sido o único que realmente aprendeu de forma definitiva.

Confissão: toda vez que eu vejo uma dessas pequenas cidades da ficção eu fico imaginando as da vida real que as inspiraram. Ao mesmo tempo fico seduzida por morar em uma dessas e aterrorizada pela ideia de todo mundo cuidando da minha vida.

P.S. Sim, depois que o episódio acabou eu fui obrigada a comer smores. Não sabe fazer em casa? Olha a dica: em um ramekin (aqueles potinhos de porcelana que podem ir ao forno) espalhe pedaços de chocolate ao leite ou meio amargo, eu misturo os dois; sobre ele coloque aqueles marshmellows de pacote até que eles cubram tudo, ainda vai sobrar um espaço entres eles, afinal eles são arredondados, mas eles devem ficar bem encaixados; leve ao forno pré-aquecido baixo (100 – 120 graus) por 15 minutos, vai ficar dourado em cima e o chocolate derrete. Se ainda quiser aquele torradinho em cima você pode usar um maçarico de cozinha. Como com bolacha salgada ou maisena ou mesmo de colher. Nesse frio é uma delícia. Olha aqui.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *