Grey’s Anatomy: You Haven’t Done Nothin’ (13×09)

É claro que Shonda e seu bando não iam nos dar alguma paz antes da pausa de final de ano, não é verdade? E a escolha da vez para nos fazer roer unhas recaiu sobre o sofrimento de Alex, agora confrontado pela ideia de que pode acabar com a vida de Jo caso ela testemunhe em seu julgamento.

Eu sei que eles não são de poupar nosso coração, mas continuo me negando a acreditar que eles acabarão com a vida de Alex o colocando na cadeia e fazendo com que ele deixe o hospital. Se eu tivesse que apostar minhas fichas agora eu diria que o DeLucca foi mais rápido que o Alex – até porque ficou sabendo de todo o drama primeiro – e correu retirar o processo da justiça, podendo assim posar de herói para a Jo e assim conquistar de vez seu coração. Tá, admito: essa parte final é minha na torcida de que os dois sejam felizes para sempre, de preferência bem longe da gente.

Só que, é claro, esse não foi o único drama da noite: Amelia entendeu completamente errado os conselhos de Alex e está deixando Owen para trás sem que ele faça ideia do que está acontecendo com ela. Eu só consigo pensar que ela deveria ter colocado tudo isso na balança antes de correr e casar, não é verdade?

Além disso, considerando que a atriz está grávida, seria muito mais simples se os roteiristas tivessem colocado positivo naquele exame de gravidez e eles lidassem com o medo dela de forma mais saudável do que sacar a personagem da série por um tempo – o que parece que acontecerá dados os acontecimentos do episódio. O que não dá é ver Owen sofrendo de novo porque sua esposa quer algo diferente dele. E a mesma coisa: filhos.

Já Richard foi confrontado com a novidade da contratação efetiva de Eliza sem direito a aviso antecipado.

Definitivamente esse pessoal que cuida do roteiro não sabe o valor que um diálogo tem na vida da gente, não é mesmo?

Fico aqui só esperando pelo momento em que Bailey vai jogar a verdadeira bomba para ele, de que foi a própria esposa que preparou o plano para tirá-lo do jogo. Pobre Richard! Do outro lado: vai me dizer que não aquece o coração ver todo mundo no hospital ficando do lado dele?

Ainda sobre Eliza: gosto dela com Arizona. Claro que Arizona vai sofrer um pouco porque vai querer defender Richard da situação em que foi colocado, mas as duas funcionam, me parecem divertidas. Na verdade, depois da péssima apresentação dela, o esquecimento da personagem no episódio passado fez bem e até posso olhar com mais simpatia para sua chegada. De novo: deixando de lado o plano maligno de Catherine.

O que me fez pensar: para que trouxerem de volta Leah mesmo?

Coisas sempre : Alex e Meredith sendo os melhores amigos, Meredith sendo a melhor amiga. Owen e Riggs conseguindo conversar, colocar o passado para trás, quem sabe realmente voltando a ser amigos.

P.S. Ben é muito desajeitado! Não como cirurgião, mas para lidar com as coisas. Antes quando tudo aconteceu com Alex, agora quando não conseguiu dizer que não era padre e quase fez com que um linchamento acontecesse no hospital.

P.S. do P.S. E foi bem divertido ver os médicos deixando o moço com esposa e namorada tendo de lidar com a confusão que criou.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *