Legends Of Tomorrow: Abominations (2×04)

Não bastava o horror da Guerra de Secessão e dos escravagistas, Legends of Tomorrow ainda trouxe um vírus que torna soldados zumbis. E no caso de zumbis eu sou que nem o Stein: melhor não falar em voz alta, por mais absurda que seja a teoria de existirem, para não atrair.

E, aqui entre nós, para uma turma que deveria evitar ao máximo mexer com a história, bem, eles capricham cada vez que descem daquela nave.

dcs-legends-of-tomorrow-abominations-5x04-s05e04

O destaque do episódio ficou para Jax, que Stein nem ao menos queria deixar sair da nave por toda a situação negro-no-meio-da-secessão e que já de saída teve suas melhores, absurdamente tristes na verdade, falas: “Acredito que deva ser difícil para você entender isso, mas sou negro desde que nasci, Grisalho. E não sei de nenhum período que pudéssemos ir onde eu não sofreria racismo.”

Legends of Tomorrow tem uma pegada mais leve, mas ela não nega ser obra da DC e é ótima em criticar o preconceito, não é mesmo?

Bom, Jax acaba tendo que usar o fato de ser negro para conseguir obter para os dados necessários para a União depois que o verdadeiro mensageiro acaba morto pelos zumbis. Já Nate e Sarah precisam convencer o general Ulysses S. Grant de que podem ajudá-los a enfrentar os tais monstregos.

Monstrengos que acabaram por morder Mick e resta a Ray e Stern tentar curá-lo. Ninguém pode reclamar de tédio neste lugar. Mick curado, ele resolve acabar com a questão de precisar de um parceiro e dá ao Ray a arma deixada pelo nosso querido Snart.

P.S. Nada de Stern e Jax contar sobre a tal mensagem de Allen para os demais membros da equipe. Agora sabemos que ela fala de uma guerra e eu sei, risos, que a mensagem está relacionada ao grande evento que a CW está preparando com um crossover entre todas as séries do universo.

P.S. do P.S. Como eu já disse, zumbis não são minha parada, então apesar de adorar ver o pessoal no meio da Guerra Civial Americana, não gostei muito dos zumbis. Acho que na verdade eles nem eram necessários, eles podiam apenas tentar manter a história como era encarando os escravagistas e coisa e tal.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.