Chicago PD: The Silos (4×01)

A quarta temporada de Chicago PD começa tão pesada quanto a anterior terminou e o fato de deixarem pontas soltas com relação ao que Voight fez com o assassino de seu filho deve ter implicações futuras complicadas.

Quem assiste Chicafo Fire desde o início conheceu um lado de Voight que nós, fãs apenas de Chicago PD, não damos muita bola. O Voight chefe da inteligência é o policial que ultrapassou muitas linhas, mas que refez seu caminho e tem lutado para se manter no lugar certo. E é o cara que faz justiça, que não economiza dedicação para pegar quem precisa ser pego.

Então acabamos a temporada passada com o coração partido, porque apenas a dor de perdeu Justin foi capaz de fazê-lo desviar de novo e colocar tudo a perder. E é com nosso coração que os roteiristas brincam na representação de Lindsey: Voight merece passar o resto da vida na cadeia, perder tudo, porque matou o cara que matou seu filho?

Lindsey passa o episódio tremendamente infeliz, não conta para a chefe que deixou Voight e o assassino sozinhos naquela noite, mas é tolice achar que esta história terminou. A chefe não vai desistir fácil e Lindsey também não deixará de ter problemas com isso, dividida entre a dor de ver o homem que é mais que um pai para ela sofrendo e fazer o certo.

A tristeza é tão grande que um lado meu fica torcendo para o Voight dizer que não matou o cara, ainda que eu saiba que ele não vai falar isso. Quando ele chora no ombro da Lindsey, nossa, eu chorei junto.

chicago-pd-the-silos-4x01-s04e01

E o caso investigado pelo grupo também não foi menos dolorido: a morte de um rapaz usado por uma policial em sua tentativa de prender um traficante foi de mexer com todo mundo. Mais ainda com Lindsey que já enfrentava o fantasma do “justiça a qualquer preço” com o Hank.

Finalmente temos Burgess ganhando uma nova parceira depois da partida de Roman e eu preciso dizer o quanto eu fiquei feliz com a escolha desta parceira ser uma mulher. Mais, uma mulher que enfrentou o seu tanto de injustiça e que terá a oportunidade de trabalhar direito com Burgess e Platt. Mais, uma mulher que teve ótima química com nossa policial favorita.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

1 comentário


  1. Chorei junto com o Voight 🙁

    Senti o quanto o personagem evoluiu quando o Casey vai falar com o Voight.

    Ainda acho que essa história não terminou, teremos desdobramentos deste ato do Voight.

    Me simpatizei pela nova parceira da Burgess.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *