Castle: Tone Death (8×09)

Se vira e mexe a gente apontava as semelhanças entre Bones e Castle, bem, o comecinho de Tone Death teve mais cara de Bones que qualquer outra coisa. Pelo menos eles pouparam a Martha do sangue pingando, não é mesmo?

Castle Tone Death 8x09 s08e09

Simplesmente é impossível imaginar nossa querida Martha de qualquer jeito que não seja  impecável. O fato dela estar tão próxima da investigação ajudou ao episódio, que fora isso não trouxe nada de inovador.

Com exceção de que agora temos Castle e Becket fingindo que não estão mais juntos. Um fingimento tão torto que eu ainda estou absolutamente inconformada de Esposito e Ryan não perceberem o que está acontecendo de verdade – o que acabou por afetar consideravelmente a minha opinião sobre os dois detetives.

Os problemas com o fingimento dos dois são principalmente dois: o Castle que encarou criar sua filha sozinho por que a esposa o traiu não iria trair a mulher que ele ama; e Beckett não ia simplesmente aceitar que a mentira tomasse tamanha proporção, ia? Falar que ela também está saindo com outra pessoa é tão fora fora de propósito. A Beckett da verdade acima de tudo, sabem como é?

Pelo menos Esposito ganhou alguns pontos por ter demonstrado tanto talento para cantar a capela – vários pontos extras  porque conseguiu fazer isso e não parecer ridículo em nenhum momento.

P.S. A decisão de trazer Alexis para parceira de Castle me parece cada dia mais errada. Ela abandonou a faculdade? Tudo bem para o pai?

P.S. do P.S. Pior, a mudança da personagem me faz no mesmo instante pensar em Angela, de Bones, que de artista talentosa virou gênia da computação de uma hora para outra.

P.S. do P.S. do P.S. Este episódio me fez demais lembrar de House. E não por um bom motivo: em determinado momento da série House deixou de ser aquele cara atormentado, complexo, para se tornar o cara que era insuportável e maltratava os outros por diversão, principalmente para diversão dos telespectadores. Pois aqui eu vejo Castle fazendo papel de bobo, perdendo sua essência. E eu acho isso tremendamente triste.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

1 comentário


  1. Infelizmente quanto mais eu vejo a série, mais eu percebo que está na hora de acabar! Uma pena, adorava a série e hoje ela perdeu totalmente o rumo.

    Responder

Deixe uma resposta