O Último Reino: Episódio #1.8 (1×08)

Olha, só fico triste porque esse negócio de programar O Último Reino para domingo a noite – e não oferecer opção de áudio e legenda – deve ter impedido um monte de gente descobrir o quanto a série é boa – afinal o resto do povo todo ficava assistindo Game Of Thrones e nem sabe que as duas tem uma pegada meio semelhante.

Saem os reinos com dragões, muralhas, gelo e fogo, entram a Grã Bretanha que não era Grã Bretanha ainda, aonde sobravam reis orgulhosos de serem reis e de terem prata guardada. Devo dizer que se vangloriar da prata guardada não é lá muito boa ideia quando existem daneses por perto, não é mesmo?

Pois bem, deixamos Uhtred no episódio passado resolvendo ajudar o rei Peredur a tirar invasores de seu castelo, só que a fidelidade dele durou até o momento em que ele conheceu Skorta, outro líder danês. Neste momento eu nem sei mais o que guia as decisões dele, se é porque ele é mais danês que bretão, se é simples questão de sobrevivência, já que dificilmente ele conseguiria ganhar de Skorta com um exército bretão que ele não treinou, ou se é pela diversão.

Assim como Alfred, Uhtred me faz hoje olha com desconfiança. Antes os dois, como podem comprovar nos meus textos, despertavam admiração. Eu apenas imaginava o quanto os dois poderiam dar certo juntos. Aí o primeiro começou a tomar decisões baseado nos conselhos dos bispos, do jovem Odda e de sua insuportável mulher. Já o segundo toma decisões guiado pelo orgulho ferido ou por um rabo de saia.

São essas decisões que levam ao clímax do episódio quando Uhtred retorna a Wessex, depois de ter pago a dívida de Mildrith e ao que parece decidido a deixá-la porque sabe que os dois não podem ser felizes juntos, e Alfredo o condena a morte. Alfredo foi muito trouxa neste momento e eu não encontro qualquer coisa que justificasse sua decisão. Odda e a esposa dele no ouvido se tornam, além de péssimos conselheiros, as pessoas que provavelmente deixarão este rei sem reino.

Alguns podem dizer que Uhtred deveria ter implorado, mas eu não o imagino fazendo isso – não o Uhtred que agora conheço e que apesar de viver criticando, adoro – e não acho que ele deveria fazê-lo. Os problemas de Uhtred com Peredur não competem a Alfred. As mentiras que Odda preparou para o “julgamento” não merecem crédito algum. Na verdade, se Alfredo quer bater no peito e dizer que dá tanto valor assim para a verdade, deveria ele ter condenado o jovem Odda em primeiro lugar por assumir o crédito de Uhtred.

Só não o fez porque considera Uhtred pagão e isto é ridículo.

Diga-se: não vejo a hora do velho Odda dar uns petelecos no filho idiota dele.

The Last Kingdom Episódio 1.08 1x08 s01e08 O Último Reino Uhtred Leofric

Bom, a condenação de Uhtred levou a luta dele com Leofric e aquilo fez mal ao meu coração: como querer que Leofric, o melhor amigo que Uhtred poderia encontrar, morto? Então quando vi a nuca de Brida por perto consegui recuperar a respiração que havia prendido.

A chegada de Ragnar e Guthrun agitam bem as coisas na cidade, ainda tentava entender como eles conseguiram isso quando me toquei que todo mundo só prestava atenção à briga entre Uhtred e Leofric. Fiquei confusa foi da saída apressada de Alfred. Perdi alguma coisa ou ele simplesmente se sentiu superior a aquilo tudo?

P.S. Quem mais reconheceu o jovem Sherlock Holmes agora que Nicholas Rowe teve mais tempo de tela o padre Asser? Sim, de Enigma da Pirâmide, aquele filme que eu assisti mil vezes na Sessão da tarde!!!

P.S. do P.S. E aquele sorriso sangrento do Skorpa? Ubba acabou de ficar menos assustador.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *