O Último Reino: Episódio #1.1

Inglaterra, século 9. Ou melhor, ainda não é a Inglaterra, mas um punhado de reinos com diferentes famílias herdeiras, um de olho no que o outro tem em suas terras. Como se as guerras internas não fossem poucas, temos a chegada de vikings dinamarqueses em busca de comida, riqueza e morte.

As primeiras cenas de The Last Kingdom são sobre isso: a invasão dos vikings, um banto de bretões mortos ao tentar enfrentá-los, o pequeno Uhtred seguindo seus familiares na batalha para vingar seu pai – e a lição de que é melhor não ir para cima contudo de uma parede de escudos vikings. Por mostrar força de vontade e coragem ele acaba sendo levado pelos invasores, praticamente como se fosse um bichinho de estimação.

Ainda pequeno o menino prova seu valor ao defender a filha do homem que o pega como servo. Por um lance de sorte, vamos concordar, esse homem o trata mais como filho do que como servo e por conta disso ele escapa do próprio tio quando este descobre que ele ainda está vivo – portanto tem direito ao reino que hoje o tio governa -, ele apenas quer comprá-lo de volta para poder matá-lo.

As cenas da infância de Uhtred entre os vikings estão entre as minhas favoritas deste primeiro episódio, não somente pelo menino, que nos demonstra ser realmente diferente, mas pelo que ele vai aprendendo desde sua chegada, sendo que a cena em que o velho líder viking cego lhe diz para tomar cuidado com homens que guiam suas atitudes pelas ordens dos deuses é a melhor de todas.

E elas também são importantes para entendermos quem é este que será o protagonista desta história: Uhtred desde pequeno parece ter um senso de dever e de correção maior que os demais. Bem como parece mais interessado nos “por ques” das coisas. Ele é o menino que entende ter de vingar seu pai, mas também é o menino que defende a amiga do outro moleque maior e mesmo assim não dedura o moleque que estava agindo errado.

Então é fácil entender o quanto dói em Uhtred ver sua nova família, aonde ele encontrou amor de uma maneira que parece não ter encontrado entre os britânicos, ser destruída pelo homem em que aquele moleque grande se tornou e por homens que hoje respondem ao seu tio – que nunca desistiu da ideia de ver o sobrinho morto, ainda que claramente o sobrinho nunca mais tivesse olhado novamente para A vida que tinha antes de ser um viking.

O episódio é fundamental para entender quem é o homem que encerra os primeiro 55 minutos desta série carregando uma cabeça nas mãos em frente ao antigo forte em que um dia viveu, avisando seu tio de que ele cobrará o preço pela decisão errada que este tomou.

O Último Reino Episode 1.1 Rutger-Hauer Ravn 1x01 s01e01

P.S. Poxa, já começo a série lamentando a morte de gente que eu mal conhecia, mas já gostava tanto – no caso a família viking do Uhtred. Como vou ficar sem o cego Ravn – que eu não tinha reconhecido, mas era o Rutger Hauer? Melhor a gente não se apegar a ninguém, ao que parece.

P.S. do P.S. E a dificuldade de aprender o nome desse povo, como faz?

P.S. do P.S. do P.S. As cenas de batalha também excelentes.

 

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

2 Comentários


  1. Hutger foi difícil de enxergar mas foi ótimo a sua participação, fiquei pensando o que eu tinha perdido neste episódio pois não vi o Ravn morrer mas depois entendi que como ele já era um velho cego não estaria mais vivo quando o Uhtred se torna um adulto

    já se tornou moda colocar um ator famoso, no caso o Matthew Macfadyen, para ter uma morte bem morrida

    confesso que nem na série Vikings, que infelizmente a NatGeo deixou de exibir, eu vi tamanha atrocidade com os perdedores

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *