NCIS: React (13×15)

Definitivamente defender a lei e a ordem não é uma tarefa fácil, ainda mais se você contar o risco que você e os seus passam a correr, ainda mais se você considerar que seu ex-marido pode se envolver com a pessoa errada.

Sim, mais uma secretária da marinha vai nos deixar, mais uma pessoa confrontada com a ideia de perder alguém querido. Na verdade mais que uma ideia, já que tanto a secretária como a filha poderiam acabar mortas por conta da ganância da nova namorada do ex-marido dela e por causa do desejo de vingança de um homem que se sentiu injustiçado – devo dizer o quanto fico passada dessas pessoas que fazem coisas erradas e depois se sentem injustiçadas quando são pegas.

Um caso que tocou Gibbs, claro, porque quem perde uma filha jamais deixa de ser assombrado, seja por conta da tristeza, seja por imaginar isso acontecendo com outras pessoas. Gostei da menina ter sido esperta de deixar o anel e, mais ainda, por Abby ter achado a verdade sobre o grupo e, assim, ter permitido que Gibbs e Valeri preparassem a surpresinha que garantiu que todos saíssem vivos.

NCIS React 13x15 s13e15

Agora, mais que nos mostrar a secretária em perigo, este episódio foi para nos contar um pouquinho do passado do McGee – uma versão Além da Imaginação, disse o Dinozzo – quando conhecemos Valeri, hoje uma agente da REACT, no passado a melhor amiga dele. Dinozzo pode ter achado absurdo, mas eu facilmente imagino as garotas da base todas malucas pelo McGee…

P.S. Se você se perguntou da onde tiraram Farragut, eu também. Esse foi uma importante figura da marinha americana, o único a conseguir ser contra-almirante, vice almirante e almirante. Adequada escolha do pai de McGee, para quem a Marinha era muitas vezes mais importante que a família.

P.S. do P.S. E, por acaso, ou não, o pai do Sean Murray é um almirante aposentado.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *