NCIS: Saviors (13X08)

Eu apostaria que 9 em cada 10 fãs de NCIS estavam ansiosos por este episódio. Diria que 8 desses 9 estavam torcendo para que o retorno de Jeanne não fosse para apenas um episódio. Estaria certa?

Sabendo de seu retorno os primeiros minutos do episódio foram torturantes: estaria Jeanne entre os médicos brutalmente atacados em uma pequena vila na África. Procurei pelo seu rosto entre eles e fiquei bastante aliviada quando não a vi. Então comecei a esperar pelo momento em que ela apareceria e isso acaba fazendo você desviar a atenção de todo o resto…

Menos quando você vê Gibbs caindo desmaiado na própria mesa.

A partir daí minha atenção foi definitivamente dividida: parte do coração com Dinozzo, McGee e Jeanne na África, com boa parte da ansiedade amenizada já que eles estavam tentando salvar o marido de Jeanne, e com Gibbs em sua folga forçada. Eu fico imaginando que por mais que ele precisasse de descanso, ele é daquele tipo para quem o descanso é pior que qualquer outra coisa.

Bom, a queda de Gibbs pelo menos serviu para o retorno bem vindo do doutor Taft e, acredito eu, de forma mais recorrente. Gibbs quer conversar, mas com certeza não iria a um psicólogo. Duck seria uma opção interessante, mas ao mesmo tempo talvez eles sejam amigos demais para isso. Idem para o Fornell – ainda mais depois do que passaram juntos no ano passado. Então Taft se torna uma opção bastante interessante, alguém com um passado também forte e triste e que não quer agradar Gibbs o tempo todo.

Mas que mantém o compromisso com a verdade, se não não teria contado o que foi encontrado nos exames, a tal mini “cicatriz lembrete”.

Quanto a Dinozzo e Jeanne, bem, fiquei dividida entre a felicidade de vê-lo ajudando-a a encontrar seu marido vivo – aquele momento em que ser sequestrado porque um coronel-quase-ditador-assassino está a beira da morte é melhor do que simplesmente ser sequestrado –  e a impossibilidade de ver os dois juntos novamente que isso significa.

Quer dizer, não sei se eles realmente teriam alguma chance de qualquer jeito porque Jeanne parece ainda magoada demais com tudo que aconteceu. Só um coração gelado explica ela resistindo aos olhares de cachorrinho do Dinozzo…

NCIS Saviors 13x08 s13e08

P.S. Pobre Bishop, passou por aquele momento em que é péssimo ser a nova na turma porque a história é tão grande que é impossível ficar em dia com ela.

P.S. do P.S. McGee: melhor amigo que alguém pode querer.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

4 Comentários


  1. te digo que nessa eu estava Spoiler Free, nem sabia da participação da Jeanie, então imagina a minha cara de 4 quando a vi em cena !

    sabendo já da saída do Tony eu fiquei imaginando se essa participação não seria uma das arestas soltas sendo fechadas na vida dele

    Responder

    1. Quando eu não consigo uma imagem legal para os textos a partir dos arquivos dos episódios eu busco nas galerias dos canais, as da CBS e NBC são excelentes. E lá a galeria deste episódio tinha como foto principal uma da Jeanne com o Tony então eu sabia, so não sabia como seria – de resto ando bem spoiler free, parei de seguir vários blogs e sites.

      Agora, eu queria muito um final feliz para o Tony e prefiro ele com a Jeanne que com a Ziva, sabe?

      Responder

  2. Ufa, alguém que prefere a Jeanne que a Ziva. Eu também. E olha que as duas no quesito pais quase empatam. Mas a Jeanne é mais pura, a bagagem da Ziva é pesada demais pra qualquer um, principalmente para ela. McGee simplesmente fofo!

    Responder

Deixe uma resposta