Supernatural: Baby (11×04)

Que episódio, gente, que episódio!!! Juro, se eu ver qualquer um reclamando que ele foi filler posso não me conter. Ele teve ação, a gente ficou aflito, o Dean ficou acabado, o Sam ficou acabado, o Impala ficou acabado. E o Castiel ficou falando sozinho pelo celular, numa daquelas cenas que são impossíveis de a gente esquecer.

Além do que, ele pode não ter sido sobre a trama central, mas ele teve tudo a ver com a trama central: o medo é tanto que até mesmo as mais vis criaturas estão com medo, fazendo seu exército, para enfrentar a Escuridão.

Primeiro o episódio começou pelo fim e todos nós só queríamos saber como é que o Dean acabou amarrado no banco de trás do próprio carro e, pior, como é que o carro havia chegado a aquele estado. A partir daí, o pequeno desvio com Sam falando com o espírito de seu pai – ou com Deus com a face de seu pai – sobre como enfrentar a escuridão, tudo foi um tanto diferente do que estávamos acostumados e tudo funcionou.

Nunca a câmera foi usada dentro do carro como neste episódio, nunca as músicas combinaram tão bem com o estado de espírito geral -e olha que a série sempre foi feliz em trabalhar com a trilha sonora a seu favor -e nunca eles acharam que enfrentar um monstro, lobipiro ou googpiro ou não, ia ser tão fácil e acabaram levando a quantidade de porrada que levaram.

E eu já falei da cena do Dean lutando com o xerife enquanto o Castiel ia descrevendo o que tinha pesquisado, não falei? Castiel até Netflix já descobriu e fez maratona de Orange Is The New Black (a primeira temporada é realmente irresistível).

E nunca o Dean havia deixado o carro com o manobrista antes. Ainda bem, a bolsa da moça foi providencial perdida ali atrás, assim com o o grampo da menina que ficou com o Sam, que só ficou com o Sam porque o Dean ia precisar do grampo dela depois.

Não sei de quem foi a ideia, mas este episódio mostrou que mesmo que não houvesse trama principal e apenas víssemos Dean e Sam cantando no carro e matando monstros, ainda estaríamos felizes.

Supernatural baby 11x04 s11e04 Baby Dean Sam Impala

P.S. “Nós já estamos em casa.” Não sei vocês, mas mesmo eu que não sou louca por carros gostaria de ter um Impala só por causa da série.

P.S. do P.S. E a briga do Dean, eu falei dela, né?

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

2 Comentários


  1. sabe quando vc termina um episódio feliz e com a alma engrandecida … pois é esse episódio faz isso e só poderia ser com a Baby !!!

    gente não teve Castiel mas teve Castiel, é incrível o que esse povo de SPN faz pois mesmo o Cass não aparecendo temos a forte impressão dele no episódio mesmo que apenas com sua voz … isso é massa !!!

    e Netflix fazendo a alegria do Cass … ual \o/

    gente como o Dean apanhou neste episódio e até que enfim que no próximo teremos a carinha linda dele sem hematomas … viva !! ele e Sam !!!

    episódio delícia que merece ser assistida de novo !

    Responder

Deixe uma resposta