Criminal Minds: The Witness (11×02)

“É em seu momento de decisão que seu destino é definido.” – Tony Robbins

Que episódio senhores, que episódio!! Se ao falar do episódio de NCIS que abriu a nova temporada eu citei a dificuldade de fazer algo realmente novo depois de anos de série, bem, aqui os roteiristas de Criminal Minds resolveram nos provar que esta regra tem exceção.

Como foco direcionado no personagem  Charlie, eles conseguiram desviar a atenção de todos desde a primeira cena, quando o vemos limpando suas mãos e seus sapatos e então ligando para a esposa e perguntando se ela estava no ônibus em que minutos depois um veneno seria disparado.

Criminal Minds The Witness 11x02 s11e02

A partir deste momento nós temos a certeza de que ele foi o responsável pelo ataque num ato de vingança contra a esposa, afinal ele está agindo de forma estranha, ele estava no local da onde o ônibus partiu, alguém liga para ele falando que sabe o que ele fez…

Então coube ao roteiro nos contar uma história diferente e desconstruir essa certeza – e amei ver que em nenhum momento Rossi desconfiou do cara, ainda que tivesse visto que ele mentia.

A verdade era bem mais elaborada e a ligação de Charlie e sua esposa com o atentado foi totalmente ao acaso: muito azar ela resolver ter um caso com um cara maluco, muito azar Charlie ter resolvido tirar satisfação com o cara e acabar por matá-lo, ficando assim nas mãos do irmão do amante que estava disposto a matar ainda mais gente na cidade.

Ter partido da premissa de que já sabíamos o culpado foi algo novo na série e acabou funcionando muito bem. Um episódio excelente!

O mundo é tão imprevisível, coisas acontecem de repente, inesperadamente, e queremos sentir que estamos no controle de nossa própria existência. Em tantas maneiras não estamos. Somos governados pelas forças do acaso e coincidência. – Paul Auster

P.S. Passei o episódio com a sensação de que conhecia o ator que interpretava Charlie Senerak, mas sem saber da onde. Fui surpreendida quando uma amiga comentou sobre o quanto o ator havia engordado desde The Mentalist e só então vi o Tim Kang da série.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

4 Comentários


  1. Serie fantástica, na estreia da 11 então quando Rossi entra e diz “esse homem foi assassinado”, dou muita risada com a garcia (quando na terceira temporada em que a chefe strauss liga e ela pensando ser o Morgan diz – fala uma sacanagem no meu ouvido rs), adoro o dr Reid, mas a JJ, que mulher, o legal é que já vi episódios dublados em espanhol em que JJ fica jrota jrota

    Responder

  2. Na hora reconheci Tim Kang de “The Mentalist” e também me surpreendi como ele está gordo! Será que ficou com depressão após o fim da série? Já que durante os 7 anos de “Mentalist”, ele sempre esteve em forma, ou alguma cláusula do contrato não o deixava engordar? rssss
    “Criminal Minds” sempre nos surpreendendo com bons episódios, mesmo depois de tanto anos!

    Responder

Deixe uma resposta