Crossing Lines: Heat (3×08)

Melhor episódio de Crossing Lines da temporada! Até para a Carine eu tenho elogios.
E não, nunca esquecerei da cara do Luke quando a namorada da Arabela apareceu. Na verdade eu comecei a rir um pouco antes, quando Sebastian faz a maior cara enquanto repete que Arabela não tinha um namorado e eu ainda não sabia porque… Pobre Luke, moças dispostas a consolá-lo favor fazerem fila.

Bom, mas não foi isso que fez deste um episódio memorável: primeiro conseguiram realmente prender a nossa atenção com a história do material radioativo roubado capaz de matar metade de uma cidade com o começo fora do padrão, com Luke e Arabela perseguindo um homem ao mesmo tempo em que se mantinham a distância dele.

Temos então o antigo policial que serviu, sendo o mais arrogante e irritante possível, tirar o melhor de Carine ao levar a equipe a fazer o certo ao invés do que ele queria: primeiro concentrando esforços no suspeito mais viável, depois ao não acreditar que a e mais óbvia é a única existente.

Ter o instinto que saiba identificar a diferença entre uma coisa e outra é que faz de um policial um bom policial e foi bom enxergar isso na Carine.

img_3631.jpeg

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *