Castle: Sleeper (7×20)

Juro para vocês: eu temia pelo episódio em que o desaparecimento de Castle seria explicado porque eu não botava fé nenhuma de que alguma explicação me convenceria. Então, agora que eles explicaram, vamos dar uma salva de palmas aos roteiristas, que conseguiram me satisfazer e não querer matá-los.

Castle Sleeper 7x20 S07E20

Não que eu os tenha perdoado completamente, afinal não precisavam criar esse drama todo justo no dia do casamento dele com a Beckett – ainda que com isso aquele vestido horroroso tenha saído do caminho.

Além do que, eu ainda não me convenci totalmente sobre a estratégia de fazerem com que Castle não somente esquecesse o que aconteceu, como ainda substituíram suas lembranças originais por outras a fim de que ele não pudesse mesmo saber o que rolou.

Do outro lado, eu bem tenho medo de que eles sejam realmente capazes de fazer algo assim.

E aqui a coisa foi bem justificada: um antigo colega de Castle – que aparece nessa foto aí onde claramente sua cabeça foi colada em outro corpo, como se eles não fossem capazes de usar o Photoshop decentemente – entra para a Al Quaeda e, quando resolve abandonar o grupo e ajudar os EUA passa a ser perseguido, acabando por envolver involuntariamente o escritor, única pessoa famosa que ele conhecia.

Depois do rapaz conseguir escapar, a escolha de Castle é esquecer tudo que aconteceu e assim não colocar em risco o restante da família.

Apesar dos furos na história, vamos combinar que não havia muito outro jeito de explicar tudo que aconteceu, não é mesmo? Porque o Castle que conhecemos só escolheria esquecer algo se fosse pelo bem de quem ele ama.

Além disso, foi bom vê-lo dar um soco naquele metido do Jekins.

P.S. Que feio, Esposito, duvidar assim do Castle!

P.S. do P.S. O Chuck Norris no sonho foi o melhor, eu ria sozinha e cheguei a duvidar que este sonho realmente nos levasse a algum lugar.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta