Bones: The Mutilation of the Master Manipulator e The 200th in the 10th (10×09 e 10×10)

Dois episódios tremendamente diferentes entre si, mas que servem bem de exemplo para mostrar porque já deveríamos ter dado adeus a Bones há pelo menos duas temporadas: roteiros em que o caso da vez não se sustenta até o final, incoerências no comportamento dos personagens, histórias que não só já vimos antes como também melhor realizadas.

E é uma pena que nem mesmo a trama do episódio 200 das série tenha escapado da sina.

The Mutilation of the Master Manipulator trouxe um psicólogo fazendo um estudo em que as pessoas são confrontadas com a ideia de que são assassinos frios e que acaba morto e com o corpo mutilado na tentativa de esconderem o crime. Uma das pessoas do estudo liberando seus instintos?

Você não acredita nisso por muito tempo, basta aparecer a velhinha vizinha com cara de gente boa e fanática por pássaros e descobrirem o gato da vítima para você achar que a coisa nada tem a ver com instinto assassino… O fanatismo dela já dava todos os sinais de que ela era a maluca número um da nossa lista, ainda bem que o Hodgins levou o gato pro laboratório…

Bones The Mutilation of the Master Manipulator s10e09 10x09

Não bastasse a previsibilidade da história, os roteiristas resolveram “criar um tremendo drama” para Wendell e sua nova namorada. Pior, o fizeram de uma maneira que o que pretendiam  com certeza não foi o que conseguiram: terminado o tratamento para o câncer, fica claro que os roteiristas queriam mostrar que Wendell deve voltar a acreditar na vida e no seu futuro e a nova namorada daria esse impulso.

Só que, ao fazerem a moça ligar repetidas vezes, enviar dezenas de mensagens em um mesmo dia e ainda aparecer no trabalho dele, na tentativa de mostrar como ela vivia a vida intensamente, eu acabei achando que a moça é uma louca e só consegui pensar: run Wendell run.

Só se salvou o fato de mostrarem que Brennan e Aubrey, assim como Brennan e Sweets, são uma improvável e interessante dupla.

Já a aposta para o episódio 200 foi uma aventura em um universo paralelo, um filme noir bem com cara dos anos 50 e com Brennan na posição de uma investigadora de polícia que tenta inocentar um Booth acusado de assassinato.

Universos paralelos não são novidades em Bones, ainda que no passado isso tenha sido usado em situações extremas, mas algo ficou definitivamente faltando dessa vez, por mais que o figurino estivesse impecável e que todos os personagens tenham dado sua passadinha pela história – até papai Angela passou por lá.

Bones The 200th in the 10th 10x10 s10e10

Do lado ruim: arrumaram um jeito de colocar o Pelant na história, mas não trouxeram Sweets ou Zachary? Estão de brincadeira comigo, não é?

Uma pena que um momento importante assim acabe por ter sido marcado por um episódio tão apagado.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

1 comentário


  1. trouxeram o Pelant mas deixaram de fora o Zack / Sweets e o Vicent Nigel-Muray … que decepção !

    Responder

Deixe uma resposta