Castle: Child’s Play (7×04)

Depois da fábrica de brinquedos, o carrinho de sorvete. Estes são os roteiristas de Castle usando ícones infantis como cenário para crimes nada bobos. Ou melhor, que até parecem bobos de início, mas então eles nos mostram como prender nossa atenção sem precisar de episódios eventos ou colocar personagens queridos em perigo.

(Ainda que eu não os tenha perdoado até o momento por conta do desaparecimento do Caste no final da temporada passada)

Além disso, quando eles assumem que Castle não passa do um menino grande é que eles consegue o melhor do personagem – também acontece quando ele se permite viajar em suas teorias conspiratórias.

E, sim, ele com certeza era o “melhor adulto” para se infiltrar na turma dos pequenos e descobrir a testemunha da morte de Anton, o rapaz morto no carrinho de sorvetes – e ainda que ele tenha descoberto, eu gostei muito mais da cena em que ele toma chá e constrói um castelo com uma varinha de condão.

Pena que na vida real não exista espaço para finais felizes sempre e, mesmo que eles tenham conseguindo pegar o assassino, Anton não vai voltar dos mortos. Um herói que morreu tentando fazer o bem.

Não antes da gente passar um aperto quando o assassino aparece na sala de aula. Vivas novamente para Castle, dessa vez munido de bolinhas de gude.

Castle: Child’s Play 7x04 s07e04

P.S. Pobre Alexis, não deve ter sido fácil ficar sem seu pai, ainda mais considerando a forte ligação dos dois. Mas nada que um patinete não resolva? O.o

P.S. do P.S. Sorvete de fritas? Desculpa, mas eu passo.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta