Person of Interest: Allegiance, Most Likely To… e Death Benefit (3×18, 3×19, 3×20)

Não ter falado logo desses episódios de Person Of Interest é culpa totalmente minha, que andei mais enrolada que o comum, jamais culpa da série, que vem entregando sua melhor temporada – sendo que a segunda foi melhor que a primeira, que já foi boa para caramba.

Esses três episódios determinam um novo caminho para a série, uma nova guerra. É como se eles fechassem um ciclo de mudanças: depois de tudo que fizeram e das pessoas que perderam, Reese, Shaw, Fusco e Harold não são mais os mesmos.

Nem mesmo Root, só que ela já era louca de pedra antes da história começar, então é diferente. Além do mais, Root e a máquina viraram praticamente uma coisa só, o que a gente vê bem quando ela só conta aos demais o que acha necessário para que as coisas aconteçam, mas nunca a história completa.

É assim que a máquina conduz o quarteto principal até o homem que fará com que Samaritano entre em cena, levando a guerra, sem lhes contar que eles precisam matar alguém.

Mas, por mais inteligente que a máquina fique a cada episódio que tenta derrubá-la, ela ainda não é humana. Ela não pode entender o que eles sentem.

Harold hesita em matar o senador e então nada mais sabemos. Porque ele hesitou, Reese e Shaw não fizerem o que achavam que deviam fazer. Porque eles pensaram em fazer, ele se afastou dos dois.

No exato momento em que o teste beta do Samaritano será encontrá-lo.

E eu nem comecei a falar da Vigilância, que também quer Harold.

Person of Interest Death Benefit 3x20 s03e20

Tempos negros estão chegando.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *