Chicago P.D.: The Number of Rats (2) (2×20)

Depois de sermos jogados na trama do episódio – afinal o começo da história está em um episódio de Chicago Fire que só será exibido lá na frente – fomos premiados com oitenta minutos de muita ação e emoção. Lágrimas inclusas.

Alguém me explica por que os roteiristas resolveram sair matando um monte de gente querida nesta temporada? Confesso que quando vi Yates atacando uma moça em plena rua eu tentei ter a esperança que ele tivesse deixado Nadia presa em algum lugar, muito provavelmente porque eu já tinha traçado um futuro lindo para a personagem, com ela se tornando policial e deixando a Lindsey e o Voight cheios de orgulho.

Foi horrível ver o corpo dela jogado no meio daquele bosque. Horrível!

Bom, passado o trauma de perder mais um personagem querido, vamos falar de Benson e Voight? Olha, estou pra ver casal mais perfeito nesses anos todos de Law&Order e franquias.

Agora, parando com a gracinha, o que foi o Greg Yates do Dallas Roberts? Definitivamente não podiam ter escolhido alguém melhor para ir do médico perfeitamente confiável ao louco psicopata de dar arrepios na nuca ainda que você saiba que é apenas uma série de TV.

E, claro, quando a gente tem um bom vilão mais da metade do sucesso do episódio está garantido.

Chicago P.D.: The Number of Rats (2) 2x20 s02e20 Yates

Eu realmente adorei esse episódio duplo!

P.S. Adorei a alteração da frase de abertura, coisas de fãs de mais de 20 anos, não é mesmo?

In the criminal justice system some killers are so depraved that it takes multiple police agencies to bring them to justice. This is one of those investigations.

P.S. do P.S. Muita, MUITA, pena da Lindsey! De verdade.

P.S. do P.S. do P.S. Eu já falei que amo o Voight? É. Amo.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

1 comentário

Deixe uma resposta