The Following: Freedom (2×11)

Estatisticamente quais as chances de Joe não descobrir que a Claire está viva e saracoteante em Nova Iorque? Mais: quais as chances de não dar merda?

Isso é The Following, porque se algo tem a chance de dar errado dará, da piora maneira possível.

The Following: Freedom (2x11)

Outro momento que teremos em breve: Mandy sendo morta. Seja porque ela morrerá no fogo cruzado quando Lily Gray aparecer no acampamento – porque ela vai, afinal ela já “meio” se vingou de Ryan e Mike, só faltando acertar as contas com Joe -, seja porque Emma vai dar fim nela por ter feito besteira, seja porque Lily vai usá-la para atingir Joe. Em nenhum cenário a moça sobrevive.

A grande verdade é que o destino da moça já estava traçado desde o momento em que ela achou fácil seguir com Joe, sem medir as consequências.

Consequências, ah, essa parte que o povo teima em não dar a devida importância.

Lily Gray conseguiu tirar seu filho querido do hospital, enganando meio mundo e deixando Joe irritado porque os jornais parecem gostar mais da moça que dele. Deste modo, temos não só a moça querendo acertar contas com Joe, mas este ficando irritado com os acontecimentos.

Mas não irritado o bastante, afinal ele ainda arrumou tempo para ler a Bíblia. Sim, ele percebeu que consegue fazer os seguidores de Mica fazerem o que ele quiser, desde que ele lhes dê um pouco de blablabla espiritual.

E em uma demonstração clara de que as palavras da Bíblia podem ter seu significado alterado ao sabor do pregador, Joe já juntou uma meia dúzia de frases de impacto.

 

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta