Revenge: Struggle (3×15)

E quando você acha que eles vão chegar a algum lugar, eles simplesmente trocam de caminho. O problema é que, três anos depois, você começa ficar um tanto quanto enjoado da viagem, pouco importa se a janela está bem aberta ou não.

Revenge: Struggle (3x15)

Recapitulando: Emily quer vingança, conquista Daniel, tenta incriminar Conrad e Victoria, termina com Daniel, fica com o Aiden, eles explodem tudo, Jack descobre a verdade e lhe dá uma chance, ela volta com Daniel, planeja incriminar Victoria, leva tiro, quase morre afogada, tem uns apagões por causa disso, quer vingança, tenta reconquistar Daniel, fica com Aiden, resolve que vai matar todo mundo, tem um momento iluminação enquanto Aiden tenta afogá-la, volta para a casa dela, Jack lhe dá uma chance, Daniel descobre sobre o Aiden e lá vamos nós de novo.

Eu só lhes digo uma coisa: pior que trocar de caminho é ficar girando constantemente no mesmo meio metro.

Nem mesmo Stevie é tão grande novidade, na verdade ela parece um apanhado de vários outros personagens da série, finge ser boazinha, mas no fundo está com um baú e tanto de segredos muito bem escondido.

De novo mesmo só Nolan e Victoria trabalhando juntos – opa, pera, isso também já aconteceu antes, não foi? – para salvar a alma do pobre Patrick. Eles fizeram um teatrinho e o moço, ao invés de matar mais um dos inimigos de Victoria, foi pintar na Europa. Bom, quem sabe ele realmente ache o seu talento quando chegar lá.

P.S. Caixa toda nova e moderna, vingança em velho estilo. Bem velho.

P.S. do P.S. Já estou começando a achar que vamos descobrir que David Clarke também era bandido.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta