Bones: The Pathos in the Pathogens (8×23)

Poxa, pela primeira vez desde que esses dois ficaram juntos eu achei que eles foram “naturais”, eu consegui ver de novo aquele amor que eu enxergava quando eles ainda não eram um casal, sabe como é? E, ao contrário do que afirmei no último texto sobre Bones, acho que até dá para escrever um texto todo só com elogios.

Bones: The Pathos in the Pathogens (8x23)

Mas eles só valem se suas expectativas não estiverem lá muito altas, ok?

O episódio começou totalmente diferente, com todo mundo se “ensacando” para evitar a contaminação. Com isso eles já conseguiram garantir minha atenção e, apesar do clichê de deixar um dos squints a beira da morte, tudo foi bem conduzido,

E o clichê acabou nos oferecendo o segundo melhor momento do episódio: Hodgins e Brennan trabalhando juntos para encontrar uma alternativa para salvar Arastoo. Na verdade essa se tornou meu segundo momento favorito porque ele trouxe de volta a Brennan que eu sempre gostei, aquela que não julga, que é amiga ainda que incapaz de ser empática, e que não menospreza a sabedoria dos simples, das aldeias. Cheguei a ficar até emocionada com isso.

O momento favorito viria logo em seguida, quando ela injeta COM GOSTO soro fisiológico no pescoço do bandido, eu sabia que não era o vírus e, assim como Booth, eu sabia que ela seria capaz de usar o vírus mesmo, por isso foi tão legal, apesar de ser o segundo clichê da noite.

E a terceira cena favorita foi essa aí de cima, por tudo que eu já disse: ver o Booth e a Brennan que eu demorei amei de volta.

P.S. Provavelmente eu vou considerar esse o último episódio desta temporada, já ignorando de forma antecipada o retorno de Pelant.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

4 Comentários


  1. Simone uma das coisas que gostei neste episódio foi que mostraram o quanto agente confia na medicina “tradicional’’ e esquecemos os remédios caseiros que sempre ajudou a humanidade eu tenho certeza que muita gente já tomou remédio feito pela avó e melhorou. Este tipo de conhecimento tem que ser valorizado, fiquei muito feliz que a Brennan que é muito cética valorizou este tipo de conhecimento. Concordo com você que neste episódio a Brennan e o Booth foram “naturais’’ e isso só aconteceu porque vimos eles na sua essência sem situações que destoa as personalidades deles.
    Simone amiga a melhor coisa que você faz é ignorar a volta do Pelant.

    Responder

  2. Simone pensei que fosse paranoia minha,eu vinha percebendo que eles estavam muito artificial não vinha agindo como antigamente.E torço pra que na nona temporada a Brennan e Booth voltem a trabalhar mais juntos,pois nessa temporada Booth ficava mais com Sweets.

    Responder

    1. Regiane pode até ter explicação de que nesta temporada o Sweets está como parceiro do Booth a Emily nesta temporada ainda estava com licença maternidade e como provavelmente ela leva o filho para as gravações com certeza em algumas cenas ela ficava com o filho.

      Responder

  3. Si
    seu review foi perfeito \o/
    sem dúvida foi um episódio em que me manteve o tempo todo olhando na telinha e a Brennan não irritou e como vc disse os dois foram naturais !!

    Responder

Deixe uma resposta