Psych: Juliet Takes a Luvvah (7×02)

Muito amor pela família Spencer assim, tão completinha. Mesmo que Shawn fique traumatizado por todo o sempre – pelo menos ele não ficará repetindo como o Gus que seus pais nunca fizeram sexo na vida.

Um episódio redondinho de Psych, em que Juliet ganhou muito destaque.

psych 7x02 s07e02

Eu não sei vocês, mas sempre tenho medo de que o quase casal principal seja colocado junto e a coisa desande – trauma do passado, ainda mais quando dou de cara com a gata de A Gata e o Rato na telinha, não é mesmo? -, então a cada episódio em que o pessoal daqui acerta eu sinto felicidade dupla: pelos dois e por mim também.

E o mais legal é que, ao colocar Juliet como policial disfarçada em um caso de um assassino em série eles conseguiram mérito duplo: resolver o caso, por mais que a atenção de Shawn estivesse tão desviada que ele fosse meio “inútil” na investigação, e fazer com que o mesmo Shawn percebesse que está na hora de ir em frente em sua vida.

Ou seja: ao invés de voltar para o sofá com os seus pais, ainda que a cena tenha sido muito fofa, dar o passo seguinte com Juliet. Sim, nosso casal vai morar junto, e eu acho que só nesses momentos é que conseguimos ver o quanto os dois combinam.

Sim, é fácil esquecer isso quando vemos Juliet sempre tão madura e séria e Shawn sem levar nada a sério e tornar tudo uma referência pop. Então é preciso os dois falando de forma estranha sobre ter um monte de pugs de nariz amassado para você entender: eles são perfeitos um para o outro.

E, aqui entre nós, eu também gostei muito da namorada nova do Gus, heim? Nem tanto por causa do Gus, mas porque ela me parece perfeita para aguentar as loucuras do Shawn.

P.S. Além disso, eu tenho o maior carinho pela atriz Parminder Nagra. #ERnonossocoração

P.S. do P.S. O Senhor Possibilidades tinha muita cara de modelo de lingerie masculina, não tinha não?

P.S. do P.S. do P.S. Sim, Juliet ficou linda com aquele vestido justo azul, mas ele combinou tão pouco com a imagem que eu tenho dela.

P.S. do P.S. do P.S. do P.S. Mamãe Spencer podia ficar pra sempre, não é mesmo?

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

6 Comentários


  1. De longe, um dos melhores episódios da temporada. Mas me impressiona a forma como a série foi ficando mais adulta… nunca tinha chegado ao ponto de dizer pra minha irmã pequena fechar os olhos enquanto via Psych comigo, mas ali, por mais que tenha de constar no roteiro, não precisava mostrar os pais dele fazendo sexo.

    Enfim… destaque também para o McNab macarroneiro. E infelizmente você esqueceu de citar a melhor parte do episódio, Simone: o agarra-agarra entre Lassie e Shawn. Ri MUITO com esta cena!

    Responder

    1. Henrick, o problemas das séries que a gente gosta demais é que sempre escapa algum momento muito bom quando a gente vai escrever.

      Então, eu não sei se me incomodei com a cena, talvez logo que ele abre a porta, mas depois quando a mãe grita a coisa estava leve… Eu ainda não vejo problemas em ver com minha filha…

      Responder

  2. a cena em Shawn fica com seus pais para assistir ao filme foi o que mais me encontrei pois parecia que estava revendo o filme … vendo o menino voar junto com o Shawn

    e como sempre o Shawn fazendo referencias as séries qd ele fala sobre a Bitch no apartamento 23 e ele defendendo o Patrick Jane de The Mentalist

    amo de paixão Psych <3

    Responder

  3. Episódio muito bom mesmo. Eu gargalhava com Shawn e Lassie!!

    Responder

Deixe uma resposta