Defiance: I Just Wasn’t Made for These Times (1×08)

Melhorou um pouco, mas nem tanto. Além do que, foi impossível não ficar com “vergonha alheia” desse moço da República – o império do mal, segundo a Amanda – com seu casado estilo Matrix e suas poses ensaiadas. Menos rapaz, menos.

Defiance: I Just Wasn't Made for These Times (1x08)

Ainda fugindo um tanto da trama principal, mesmo com a presença do moço da República garantindo que Amanda está na mira do pessoal depois que a tal traidora que quase acabou com ela e Nolan há dois episódios inventou um série de mentiras na capital, e ficou no aparecimento de um astronauta desaparecido desde 2013. Vejam vocês como são as coisas!

O tal astronauta acabou por revelar-se um Indogene disfarçado, coisa que nossa médica e personagem favorita preferiu esconder. O que nos leva de novo a questão do que ela está escondendo a mais: primeiro ela foi reconhecida por aquele cara que Nolan acabou matando, depois ela esconde que o astronauta não é mais humano. Não fosse a moça ensanguentada aparecer no hospital – gancho pro próximo episódio – eu tenho certeza de que Nolan não teria problemas em arrancar a verdade dela. Com tudo isso, eu ainda gosto dela, melhor dizer.

Antes da revelação, porém, eu tive os melhores momentos do episódio quando o astronauta, Nolan, Amanda e Rafe resolvem encher a cara e dar risadas. Eu acabei pensando aqui com os meus botões: simplesmente nos contar mais da invasão e sobre como é a vida deles nessa nova Terra que surgiu já é assunto pra muito episódio bom, não é mesmo? Além do que, eu gostaria de conhecer mais sobre nossos personagens principais.

Ver Rafe mostrando fotos e contando coisas do passado e, depois, ajudando o astronauta a partir também foi bem legal – praticamente impossível não traçar um paralelo em o que ele sentiu pelo moço e a perda do próprio filho, se ele pudesse ele preferiria um “transmorfo” do que filho algum.

Outro ponto positivo do episódio: ao centralizar unicamente na trama do astronauta, com apenas duas pequenas tramas paralelas, o episódio ficou bem melhor que os dois anteriores.

Sobre Stahma e Kenya: primeiro eu preciso informar que acabo de assistir a The L Word e peguei bronca da atriz. Pronto, falei. Junte isso ao fato de Kenya dispensar Nolan e já estar toda “apaixonadinha” por Stahma e ponto: por mim ela que se exploda. E algo me diz que vai ser Datak que vai criar essa explosão, já que os Casti parecem se importar demais com essa coisa de satisfazer completamente a esposa/marido a ponto dela nem poder tomar banho sozinha.

P.S. Acho que eu vou lá ler Moby Dick.

P.S. do P.S. Impossível não rir com as referências à Crepúsculo e com o fato de Amanda lembrar dos personagens.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta