Bones: The Doll In The Derby (8×14)

Roller Derby está, definitivamente, na moda. E, enquanto escrevo isto, minha filha está assistindo a um episódio de Monster High em que as meninas competem no que? Roller Derby, claro.

Se em Hawaii Five-O foi Cat quem encarou a luta, em Bones coube a Angela Smack Kennedy ficar com as manchas roxas. Devido a proximidade dos dois episódios a história perdeu um tanto da graça, apesar dos diferentes desfechos.

Bones The Doll In The Derby 8x14

O começo do episódio prometia muito, já que o corpo da vez estava bem nojento, mas foi apenas um episódio razoável com alguns momentos divertidos como Ângela bêbada beijando Booth – foi praticamente mais beijo do que vimos entre Booth e Brennan – ou a revelação da pintura nua que ela fez.

A motivação do crime da noite não poderia ter sido mais boba, tanto que eu fiquei esperando uma virada por conta de ser a chave do ônibus e pela possibilidade de um terceiro suspeito aparecendo.

Para variar, o destaque acabou indo para meu querido Booth e seu enorme coração.

Eu tinha certeza de que ele estava fazendo algo bondoso, afinal ele é assim, cheguei a pensar nele fazendo algum tipo de doação de órgão. Mas Booth doando seu tempo, sua atenção, para crianças doentes, bem, nada poderia ser mais adequado.

P. S. Que falta de noção da Cam! Por mais que ela estivesse preocupada ela não tinha direito algum de ir perguntar daquela forma sobre Booth no hospital.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

2 Comentários


  1. Simone apesar de ter achado o episódio fraco. Eu gostei da Angela ter saído do laboratório e claro ter beijado o Booth. Achei que o HH deveria ter explorado melhor a doença das crianças. Adorei a Brennan ter mencionado a Bíblia ao falar sobre caridade. Odeio o fato que algumas pessoas usam a solidariedade para se promoverem, o Booth é um tipo de pessoa que já mais faria isso. Achei compreensivo ele se envolver com outras crianças já que a filha ainda é nova para fazerem atividades juntos como, por exemplo, ir ao um jogo de futebol americano.

    Responder

    1. Camila, não acho que isso tenha algo a ver com Cristine ser nova para eles fazerem atividades juntos, afinal, desde de bebê o que não falta são coisas a serem descobertas. A questão é que Booth é sensível mesmo, eles não falaram a quanto tempo ele pensava nisso nem nada, em algumas coisas Bones é muito superficial, então não dá para teorizar do que fez com que ele começasse a ajudar.

      Brennan apenas estava mostrando o quanto conhece o marido ao citar a bíblia.

      Responder

Deixe uma resposta