Once Upon A Time: Tiny (2×13)

Um gigante chamado Tiny – algo como “pequenininho! – só podia aparecer em Once Upon A Time. Some a isso o fato de que ele foi enganado pelo verdadeiro príncipe encantado e por Jack, a versão original de João e o Pé de Feijão, que aqui virou mulher, que tem caso com o príncipe encantado e acaba morrendo sozinha na terra dos gigantes. Vou deixar de fazer bico e dizer que até que o pessoal acertou nessa, não é mesmo?

Once Upon A Time: Tiny (2x13)

Gostei bastante do flashback, que lembrou os “velhos tempos” e a forma como colocaram Jack na história – no começo eu estava apostando de que era Alice, mas Alice era mais novinha, eu acho – e essa diferença entre os irmãos gêmeos.

No final das contas Tiny volta ao tamanho normal e descobre que por ali todo mundo é bonzinho, pelo menos todo mundo no café da Vovózinha. Será que o pé de feijão do lado de cá também vai ter magia? Os moços pelo menos estão determinados a que tudo dê certo.

Maior acerto, porém, foi colocar a dificuldade de Rumpelscoiso em lidar com o mundo moderno e suas exigências, sem poder recorrer a magia para lhe ajudar. Se vale de consolos, amigo Rump, eu também acho incivilizada essa história de tirar até sapato na hora de passar pelo detector de metais.

Além disso, eu fiquei bem tensa com a história do cachecol: quanto tempo pode o moço ficar sem risco de que sua memória seja apagada?

Voltando para a cidade: Regina ficou má-bem-má mesmo ou aquela era Cora disfarçada? Acho que esse vai ser o maior trunfo do pessoal: nossa incerteza de quem é quem.

P.S. Greg. Esse moço tá começando a cheirar a problema…

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

7 Comentários


  1. Eu gostei bastante deste episódio. Mostrou bem o lado errado do/da jack ( que em inglês é apelido de John, e se perdeu um pouco com a tradução), que ela não era nada boa, que só pq passava necessidade rouba o ouro do gigante. Roubo é roubo.

    Sobre o Greg, nos episódio futuros vai ser explicado a história dele.

    Responder

    1. Oi Keila, na verdade o original sempre foi Jack mesmo, não pelo fato de ser apelido, na versão adotada no Brasil ele foi substituído por um nome mais comum ao nosso ouvido, João.

      Responder

      1. Então, mas Jack não é apelido de John? Em inglês tem um significado, pq Jack é 1 nome unissex, só que com a tradução para o português, se perdeu um pouco para quem não tem muita familiaridade com o inglês.

        Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *