CSI: Wild Flowers (13×03)

Hummmm, treze anos depois é normal eu saber quem é o culpado antes de umas das mais novas na equipe de CSI, certo? Porque essa história de mãe desaparecida e pai preocupado voltando todo ano para saber o andamento da investigação me deixou em estado de alerta.

O que eu mais gostei, bem por conta disso, foi a escolha de Morgan como protagonista da história: ela fica especialmente tocada ao descobrir que a menina sobrevivente teve sua língua cortada, ela acredita que a reaproximação desta com seu pai será boa, até porque ela ainda está vivendo as emoções de ter se reaproximado de seu pai, e, ao perceber seu erro, ela não desiste até repará-lo, mesmo que isso signifique colocar sua vida em risco.

A escolha de qualquer outro membro da equipe para viver tudo isso ia nos soar falso, com Morgan foi o contrário: a gente torce para que ela realmente consiga consertar as coisas, que ela não tenha quem conviver com a dor de se sentir responsável pela perda de uma vida.

Além disso, todos os acontecimentos em paralelo garantiram que todos fossem fundamentais na trama, ainda que secundários. Nenhuma prova surgiu do nada, não tivemos furos na investigação, cada coisa em seu lugar. Um episódio de roteiro bem redondinho, pra alegria dessa fã aqui.

P.S. Gostei do papo de Nick com o novo namorado da Finn, que pra mim será eternamente o Danny de Without a Trace.

P.S. do P.S. DB continua com dificuldades em convencer sua esposa a retornar para a cidade. Lembram que uma das coisas que eu mais gostei quando o personagem chegou foi justamente o fato dele ter uma vida normal, uma família feliz? Poxa, não queria que estragassem isso!

P.S. do P.S. do P.S. Tudo indica que Morgan está caidinha por Hodges. Tô aqui na torcida pelo casal!

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

3 Comentários


  1. Ah, não!! Eu vejo como casal Morgan e Greg; é tão bonitinho vê-los analisando provas juntos!!

    Responder

  2. Simone, também tive o mesmo pressentimento de quem era o culpado quando disseram que a mãe tinha fugido com as filhas. Nesses tempos de abuso por parte de pai, era mais do que óbvio.
    Também torço por Morgan e Greg. Mas Hodges também merece uma chance.
    E a Sara, hein? Comemorando aniversário de casamento pelo telefone? o Grissom é esquisito, mas, pera lá, né?
    Quanto ao Russel, realmente eu queria que ele tivesse uma família normal, sim. Mas acho que, depois, isso vair servir como ligação para a gente saber porque o motivo da mudança dele de Seattle para Las Vegas.
    Simone, qual é o site mais confiável para baixar séries legendadas? Eu não tenho muito experiência nisso. Gosto mais de assistir pela tv ou dvd. Mas tem algumas que eu não acho, portanto, preciso baixar no computador.

    Responder

    1. Ou a gente anda assistindo a séries policiais demais, Fátima, risos!

      Então, no começo eu tbm torcia por ela e o Greg, mas ela estava interessad no Nick, lembra? Depois achei legal aproximarem ela e Hodges, de uma maneira mais normal, sabe? Diferente do que tinham feito com ele e a Wendy.

      Não sei porque não acabam com o casamento dos dois, tá ridícula essa situação!! Será que eles acham que um dia o Petersen pode voltar?

      Então, eu não baixo com legendas, baixo o arquivo em AVI e a legenda em separado. Mas o pessoal que vem por aqui deve ter umas indicações…

      Responder

Deixe uma resposta