Homeland: The Smile (2×01)

Homeland The Smile 2x01 brody carrie

Homeland retorna já nos deixando de queixo caído e com pena de um quase terrorista. Eu sei que teve muita gente não concordando com o Emmy da série, mas me digam, uma série que faz você querer que o bandido não sofra não merece mesmo um prêmio?

Porque, diferente de Dexter em que ele apenas mata assassinos, Homeland encerrou sua primeira temporada com a confirmação de que Brody era um terrorista, de que ele mataria pessoas importantes (e inocentes) dos EUA como forma de vingança.

A opção por avançar um pouco no tempo pode ter ajudado na diminuição da tensão entre telespectadores e nosso anti-herói: ele agora já é um deputado e, ao que parece, fez um acordo com Nazir de que apenas ajudaria em função de sua nova posição a influenciar pessoas e decisões, mas que não mataria ninguém.

Na cena seguinte a esta frase ele já estava ali, descobrindo o que os americanos sabem sobre os terroristas e entregando nomes de espiões americanos, que serão mortos. Seu conflito pessoal diminui sua culpa? Talvez esse seja o grande mote desta temporada: até onde Brody irá agora? Até onde conseguiremos de alguma forma defendê-lo?

Com direito a uma nova dúvida: o quanto Brody está deslumbrado com o novo poder que conseguiu? Porque sua resposta rápida a pergunta do vice-presidente nada teve a ver com os planos de Nazir, mas foi um reflexo do quanto ele está gostando de sua nova vida. Assim como sua esposa, ou alguém comprou a ideia de que ela está magoada porque ele não contou que era muçulmano?

Jéssica está gostando até mais que o marido da política, da posição, então ali, em sua raiva quando joga o Alcorão no chão, ela talvez esteja realmente preocupada com que os outros vão pensar e no que ela vai perder. Raiva que aproximou ainda mais Dana e Brody e eu não tenho dúvida que, assim como no último episódio da temporada passada, ela possa ser a peça chave nas escolhas que seu pai ainda fará.

Em contrapartida Carrie parece ter se mantido longe de qualquer tipo de conflito nesse meio tempo: professora de inglês para árabes, ela toma sua medicação e vive com sua irmã. Só que não demora a Saul e David lhe pedir um favor, que num primeiro momento parece desestabilizá-la, no segundo, em seu sorriso, percebemos o quanto ela se sente confortável fazendo o trabalho de espiã.

Mas a grande questão não foi realmente respondida: o que ela lembra de seus últimos instantes? Ela ainda considera Brody um terrorista ou será de novo conduzida a esta linha de pensamento?

Novamente me vejo jogada em meio a um sem número de dúvidas, a incerteza de que realmente estou entendendo o que os roteiristas querem me falar e digo, com certeza, que é delicioso estar de volta.

P.S. Para comemorar: Homeland já tem 3ª temporada garantida. Eu digo: nenhuma série atual merece mais do que ela uma renovação tão antecipada.

P.S. do P.S. As melhores cenas do episódio mostram Brody e Carrie com emoções parecidas, mas ao mesmo tempo tão diferente: ele primeiro nervoso buscando os tais nomes e se recompondo, num teatro; ela primeiro com medo e depois realizada por ter despistado o terrorista.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

6 Comentários


  1. Simone este episódio foi bom, mas segundo é uma obra prima é sensacional para mim e muitas pessoas é Emmy de novo para Homeland!
    O Brody está ferrado quando descobrir o que ele é vai ser pena de morte por traição!
    Esse papo dele de se vingar não me engana mais. O que ele está fazendo é errado não é porque que alguns idiotas que estão no poder nos Estados Unidos que ele tem que virar terrorista e matar gente inocentem!

    Responder

  2. Homeland realmente começa muito bem, dando esse salto, mostrando que durante um tempo tudo correu bem, e agora recomeça tudo de novo!

    Responder

  3. Gostei bastante do episodio, e realmente é uma serie que merece essa 3ºtemporada, gostei de ver a Carrie em ação, mas que ela é sinistra isso ela é 🙁

    Brody uma hora vai ter que escolher o lado que ele quer seguir, e garanto que não será fácil nenhum deles.

    PS 1 – Amei a cena dele enterrando o Alcorão,é complicado envolver religião em qualquer situação.
    PS 2 – Amei a cara da mulher dele gritando com a filha e ver que a menina estava dizendo a verdade. O poder subiu na cabeça da esposa.

    Aguardando ansiosa por domingo, espero não dormir cedo de novo 🙂

    Responder

  4. “Porque sua resposta rápida a pergunta do vice-presidente nada teve a ver com os planos de Nazir, mas foi um reflexo do quanto ele está gostando de sua nova vida.”
    Vou ter rever o eps. Mas o que dá raiva destes canais que não reprisam os eps inéditos e ficam repetindo “ad eternum” seriados antigos é revoltante. Parece que querem nos obrigar a assinar mais este serviço de gravação. Estou no limite com estes serviços.

    Responder

  5. Ah, Simone, HOmeland é a menina dos olhos atualmente. É maravilhoso assistir uma estória tão bem contada com atores fantásticos que só com sua postura transmitem um mundo de sensações. Realmente merece todos os prêmios.

    Responder

Deixe uma resposta