Falling Skies: Death March (2×08)

falling skies death march Noah-Wyle-Maxim-Knight-Drew-Roy-

Com uma segunda temporada surpreendente, Falling Skies cometeu um pequeno pecado neste episódio: criar expectativa demais para algo que não merecia. E esse algo foi o tal “passado” da Maggie, que nada tem de tão assustador assim e eu fiquei é besta de Hal falando que precisava de um tempo pra pensar. Pensar no que cara-pálida machista?

O oitavo episódio da temporada foi centrado no trecho final da viagem de nossos amigos da Second Mass até Charleston e, apesar de não serem surpreendidos por nenhum alienígena mal humorado, não faltou tensão ao “passeio” do pessoal.

Eu até fiquei esperando uma grande virada naquela looonga conversa entre Tector e Weaver e no final só recebi um momento luz do capitão ao mostrar pro moço que em tempos de guerra você faz o que pode, faz o que dá.

Outra que teve o momento luz foi Lourdes que, depois de maltratar bastante Anne, parece ter percebido que na guerra o luto é diário, mas não podemos desistir.

No meio de tudo isso Tom acabou meio coadjuvante de luxo, recebendo de Matt um testamento – terrível, né? um menino de 9 anos sem esperanças – e pouco fazendo nesse trecho da viagem.

Viagem que acaba em um lugar também destruído… Até Porter aparecer do meio daquela bagunça toda: a destruição parece perfeita para enganar invasores indesejados.

Um episódio sem ação e, confesso, perfeitamente dispensável. Ainda assim, Falling Skies continua tendo uma temporada digna de nota.

P.S. Melhor frase do episódio: “vocês poderão fazer uns Masonzinhos”.

P.S. do P.S. Eu fiquei achando que Ben apareceria ali no momento família reunida e reencontrando as esperanças. Talvez tenha sio porque o episódio foi calmo demais em relação aos anteriores e eu precisava de uma bomba.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

2 Comentários


  1. Hal merecia um belo chute na bunda … mas que diacho de segredo mas chuchulento esse da Magie … arghh … pra que o drama todo ?

    bom … bem … acho que só eu que penso : 1- aquela menina com o treco quebrado, mas já é um alien, conversando com o Matt sobre Chaleston vai dar nos dentes quando ela ficar junto com aqueles aliens e ninguém da 2nd Mass nem ligou … 2- a Lourdes mudou da água pro vinho, antes era uma garota cheia de esperança e fazendo orações, agora está cheia de raiva e revolta

    mas o bixo vai pegar \o/ … no próximo episódio … medoooo

    Responder

    1. Pelo menos a gente pode falar que esse foi o pior erro da temporada… Mas foi só esse, então nem precisamos reclamar tanto.

      Então, eu também pensei nisso, que logo depois da Second Mass vai rolar uma invasão de robôzinhos e, confesso, eu ando na torcida por um pouco de paz pra esse povo.

      Responder

Deixe uma resposta