NCIS: Rekindled (09×21)

Eu não imaginava que algo tão bom pudesse sair de um episódio de NCIS iniciado por um incêndio criminoso que não parece ligado à Marinha. Sua principal qualidade: trazer algo novo do passado de Tony para conhecermos. Seu principal defeito: ligar o caso aos Sentinelas da Marinha de uma forma estranha demais.

E é logo na cena do crime que conhecemos Jason, hoje um especialista em incêndios criminosos, no passado um garoto que foi salvo por Tony de um incêndio, do qual Tony não conseguiu salvar sua irmã. Se ele culpa Tony por alguma coisa – sem razão -, é esse episódio que levou Tony a se tornar um policial. E nada pareceria menos com ele e ao mesmo tempo seria tão certo pra ele: Tony queria fazer diferença.

A conversa dos dois no elevador, com Tony explicando sobre a parte difícil da vida de termos de nos focar em quem é possível salvar, acaba por ser a melhor do episódio.

Já a ligação do caso com a marinha acontece porque o aparentemente civil morto no incêndio era um dos homens na foto ainda guardada por Gibbs dos Sentinelas da Marinha. E a principal questão envolvida é terrorismo, que se não rendeu muito hoje nos deixou um to be continued não formal que deve ser o ápice desta temporada.

Tudo porque a marinha tinha conhecimento de defeitos nos equipamentos elétricos de alguns navios. Defeitos que permitem que um barco possa rapidamente ir pelos ares. E agora o restante do grupo dos sentinelas pode vender essa informação a quem pagar mais.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta