The Body Of Proof: Love Thy Neighbor (02×01)

A Doutora Megan está de volta e o primeiro episódio da segunda temporada trouxe a chance de várias piadinhas sobre os segredos do subúrbio das donas de casa desesperadas quando a vítima da vez é um dos moradores dessas lindas casas.

E eu realmente senti saudades dela – e só por isso estou aqui escrevendo, porque, vamos combinar, está sendo um inferno dar conta de tudo com os canais resolvendo usar apenas de segunda a sexta para todos os seriados que eu quero acompanhar – e de sua falta de jeito aliada a uma inteligência ímpar. Adoro esse fato dela ser assim, tão contraditória.

Além disso, Megan ainda pode contar com um belo elenco de apoio, o que só ajuda. Na verdade, fiquei até com a impressão de que eles não perderam nada nada do ritmo e entrosamento, o que eu esperava, talvez pela demora da estréia por aqui, não é mesmo?

Tanto que além das tiradas de Megan tivemos o pessoal distribuindo frases inteligentes por aí, com especial destaque para Curtis e sua comparação da relação de Kate e Megan com uma telenovela ou reality show em que não sobrarão sobreviventes.

E eu entendo a comparação afinal, se o pessoal parecia bem entrosado, Kate parece já ter dominado o ex-marido de Megan, sua ex-casa e quase quase sua filha – a única coisa que realmente mexeu com os brios da médica.

Ah, é verdade, tem a investigação – desculpem, acabo assim envolvida pelos pessoal de que gosto -: primeiro swing, depois um golpe imobiliário e, então, uma cozinha de metafetamina. É, existem vizinhanças ruins, mas existem as piores.

P.S. Feliz com o momento fofo da Megan e a filha encerrando o episódio. Eu sou daquelas que gosta de tradições, fazer o que.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta