Grey’s Anatomy: If Only You Were Lonely (08×16)

Nada como uma mãe para ver o real problema logo de saída, ainda mais quando se é uma mãe de cabelo cacheado com uma filha de cabelo difícil, risos. Eu na hora matei a charada dos olhares estranhos na direção de Derek por conta dos cabelos desarrumados de Zola, mas não deixou de ser fofo vê-lo se preocupando com a possibilidade de sua filha sofrer preconceito e, depois, dando um jeito na cabeleira com a ajuda de Bailey e descobrindo que os cabelos “debaixo” são mais enroladinhos. Cute!

Esses momentos leves, mais a alegria de Meredith por estar aprendendo novamente em seu dia a dia graças a ajuda de Callie, foram importantes para contrabalançar um episódio bastante denso e, até por isso, mais lento.

Temos o caso do bebê de Morgan que não está nada bem e que, sim, luta contra estatísticas. O que ele realmente não precisava era que seu próprio pai resolvesse ceder a elas. Eu achei muito legal quando Karev e a própria Morgan trazem isso à tona. Kareve ganha pontos extras por ficar ao lado dela e também por mostrar para Lexie porque vale a pena lutar, porque é legal fazer o que ele faz.

E tem Cristina e Owen, ela com a certeza, mas sem provas, de que o marido está tendo um caso e ele se afastando cada vez mais. Cantei a bola de que eles não teriam força para quebrar esse movimento negativo no texto passado e tenho medo que isso acabe indo longe demais para o bem dos dois, que se torne destrutivo.

Finalmente, temos Richard e Adele. Eu disse antes e repito aqui: não sei quem mais sofre nessa história e fico realmente tocada pela forma que tudo está sendo mostrado. A dificuldade de Richard em lidar com o fato de que não é seguro sua esposa ficar com ele, a tristeza de Adele ao perceber a gravidade de sua doença. O sentimento de solidão que ataca os dois, por mais que eles ainda estejam juntos.

P.S. Tá, Sloan também ganhou pontos extras por sair falando espanhol com a filhota.

P.S. do P.S. Tô tão irritada com Owen que eu nem consigo dar razão para Callie falando que ele não pode deixar que Teddy o trate daquela maneira na sala de cirurgia. Sei que Callie está certa, mas a raiva não me permite dizer isso em voz alta.

P.S. do P.S. do P.S. Richard e Adele: os atores estão dando show nesta fase da história dos personagens e eu começo a torcer por algum reconhecimento.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta