Revenge: Trust (01×02)

Quando meu marido passou pela sala e me viu assistindo Revenge ele soltou o “mas essa atriz é tão sem sal, eu nunca acreditaria nela como mulher falta em busca de vingança”. Bem, talvez esse seja um trunfo para a série porque, tirando Victoria Grayson, ninguém mais vai desconfiar da mocinha. Na verdade, eu eu fosse Bill Harmon eu também olharia para ela como uma presa fácil.

Bill Harmon. Melhor amigo do pai de Amanda, aquele que confessou ao amigo estar usando informações de dentro em suas negociações de ações e que por conta disso poderia parar na cadeia. Aquele que traiu o pai de Amanda para poder garantir que não perderia sua cabeça. O segundo a cair na trama da vingança.

Lembro de ler em algum lugar que um executivo de Wall Street não ia cair de bobo na armação de uma garotinha. O problema é que: 1. Emily parece realmente inocente; 2. ele não é um executivo de verdade, mas sim um especulador, e esses caras tem os olhos maiores que a inteligência, tanto que dificilmente sobrevivem ao mercado. Sim, eles ganham muito dinheiro, mas por pouco tempo. Os mais esperto deixam o mercado, a maioria continua querendo ganhar mais e mais, até que se perde e perde tudo.

Boba que sou, num primeiro momento até acreditei que a dica dela fosse quente, para ganhar a confiança do moço, talvez por achar que apenas um episódio é muito pouco para uma vingança completa. Não prestei atenção ao que ela viu quando estava com Nolan – começo a gostar do personagem – e achei que aquele momento só tinha valido pelo abraço… Até descobrir que o abraço era o necessário para que Bill comprasse a dica falsa.

P.S. A confirmação do que eu já sabia: Victoria e o pai de Amanda eram amantes. Agora é descobrir o quanto isso foi importante para que acontecesse sua queda.

P.S. do P.S. O rapaz que faz Daniel é insosso. Até o beijo dele e Emily é sem graça. Mas tudo bem: o importante é Victoria ficar com bastante raiva para que a história fique mais divertida.

P.S. do P.S. Se Daniel é insosso, o irmão de Jack, o moleque de quem não lembro o nome, é um saco. Alguém jogue-o para comida de tubarão, por favor. Odiei o fato do pai dele acabar morto por causa do que ele disse.

P.S. do P.S. do P.S. Hummm, será que os anos “sem história” de Emily são propositais ou uma escorregada da guria??

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

8 Comentários


  1. Vi os dois primeiros episódios e na hora lembrei de “Fera radical” com a Malu Mader, lá pelos idos dos anos 80 (ou será 90?), apesar que o tema “mocinha volta para vingar aqueles que destruiram seu pai (ou mãe, ou a família inteira)”, é clichê.
    Mas, a série é pegajosa, você fica querendo assistir mais.
    Só que eu estava pensando, li que a série terá 22 episódios e, se continuar fazendo sucesso, terá uma segunda temporada. Bem, imagino que eles vão ter que mudar muito a história, porque não vejo assunto para tanto tempo, ela já se vingou de 2 pessoas em 2 episódios, será um por episódio? Com tantos episódios por vir, dará para ela se vingar da cidade inteira.
    Quanto ao Daniel, é mesmo insosso, não conheço o ator e nem é bonito, e estas séries clichês de gente rica sempre tem uns gatões.
    Quanto ao garoto que faz o irmão de Jack, lembro dele atuando ainda menino em “Law & Order SVU”, e lembro que pensei como ele era um menino bonito e cresceu bonito, quanto a ser um saco, novelão tem que ter gente chata né?

    Responder

    1. Ivonete: lembro da chamada da novela, mas juro que não lembro de mais nada dela. A trama era de vingança?
      Eu tô gostando muito, mas, assim como você, acho melhor as vinganças começarem a ser mais lentas, se não não vai ter gente o bastante para sofrer… E alguma hora a Amanda também precisa erra né?

      Responder

      1. A trama de “Fera Radical” era centrada na vingança do personagem de Malu Mader contra a família do José Mayer, que ela culpava pela morte de sua família inteira num incêndio. Não lembro se realmente eram culpado, lembro que ela se apaixona pelo José Mayer, mas não lembro como a história termina. A Malu, como o personagem de “Revenge” volta a cidade ocultando a verdadeira identidade.

        Responder

  2. Calma gente, essa eu estou baixando, e confesso q no começo tb pensei q não teria historia, porém agora estou viciadíssima no seriado…continuem firme q melhora bastante!!!!!

    Responder

  3. Confesso que a série se tornou meu “guilty pleasure”, hahahaha! E concordo que o mala do garoto irmão do Jack merecia cair em um fossode crocodilos!!!!

    Responder

Deixe uma resposta