Homeland: Grace (01×02)

*Comentários sobre episódio inédito no Brasil, spoilers a frente

Quando leu meu texto sobre o primeiro episódio, meu marido falou que eu estava errada sobre Claire: o tom exagerado dela seria intencional, justamente para que eu não confiasse em seu julgamento e acreditasse em Brody.

No segundo episódio a história se inverte: enquanto Claire parece mais cordata e coberta de razões, Brody tem lembranças de Abu Nazir e encerra o episódio se vestindo de herói, logo após fazer uma prece muçulmana.

Pois isso indica que nada é exatamente o que parece e que os roteiristas estejam apenas brincando com nossas certezas.

Vejam vocês: não é porque Saul disse que uma representação de herói seria o indicativo de que Brody estaria mentindo que isso seja verdade. Não é porque ele se tornou muçulmano que ele tenha se tornado terrorista, isso seria limitar demais os personagens, assim como limitar demais a religião – é sempre bom lembrar que a maior parte dos seguidores dela são defensores da paz e do respeito.

Você pode achar que estou dizendo isso porque, como já declarei, adoro Damien e tenho uma tendência a torcer por ele, é claro. Mas algo ali estava “certo” demais, claro demais, para apenas o segundo episódio da série.

O fato dele ter se tornado muçulmano pode apenas significar que ele conseguiu encontrar algum conforto enquanto estava preso. E conforto é algo mais que necessário para se sobreviver nas condições em que ele estava, não é mesmo?

Sim, é verdade que ele mentiu sobre ter visto Nazir, mas o motivo disso está longe de ser decifrado.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

2 Comentários


  1. Olá Simone, como tem passado?
    Em que canal passa esta série?
    Abs vc e sua family
    Zé Luis

    Responder

Deixe uma resposta