NCIS: Two Faced (08×20)

No exato momento em que essa imagem surgiu na tela eu já sabia que ia escolhê-la para o texto, e olha que ainda faltavam mais uns 36 minutos do episódio e muito para acontecer. Mas ninguém despreza Gibbs, Duck e McGee juntos, ninguém.

Poxa, eu gostei tanto desse episódio! E eu nem vou falar mal da agente Barrett (tá, ela é arrogante e metida): primeiro porque ela não podia contar a não ser autorizada pelo Vance, que não esconde estar de santo virado com Gibbs; segundo porque ela serviu de saco de pancada pro Gibbs. Maldosa eu? Particularmente eu tive o maior prazer de ver o Gibbs acabando com ela, ainda mais porque o Dinozzo já havia avisado que ela não devia se arriscar.

O duro é que, no meio dessa história toda, Ziva e Ray se desentenderam e eu AMO o Enrique Murciano, mesmo ela parecendo aquela capa clássica da revista MAD por conta daquele corte de cabelo. Eu gostei bem dos dois juntos e fiquei de coração partido com a tristeza da Ziva. Será que ele volta? Será que eles fazem as pazes? Ahhh, fiquei na torcida.

Além disso, olha eu de maldade de novo, valeu muito a carinha de cachorro do Dinozzo no banheiro quando Ray conta que Ziva o considera um irmão.

E, gente, eu não tinha me tocado do quanto a Barrett é baixinha!! Só fui perceber quando ela para do lado da Abby e simplesmente bate no ombro da perita! Aí eu fui entender a Abby falando que ela era muito brava para alguém tão pequeno – mesmo eu sabendo que os mais pequenos normalmente são mais bravos.

Ah, teve a investigação, risos. Bom, eu já tinha falado que gostei muito do episódio e com o tanto de coisa acontecendo com a equipe, mais o fato de que o Gibbs descobre a verdade no final, bem, só podia dar certo – e  sim, Barrett, é a intuição do Gibbs, só que aí é A INTUIÇÃO DO GIBBS, certo?

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

6 Comentários


  1. repito o que disse no TS
    só foi apresentar ao “pessoal” para o namoro desandar
    kkkkkkkkkk
    definitivamente não gostei da Agente Barreth 😡

    bem que Tony avisou váriass vezes e a baixinha desdenhou …. então foi bem feito
    Barreth perde feio para todos de NCIS, a Ziva que é a mais baixinha com 1,70 e o Tony com 1,88 são gigantes perto dos 1,66 da Barreth

    170 – Ziva
    173 – Duck
    178 – Abs
    183 – Gibbs e Palmer
    187 – McGee
    188 – Tony

    até euzinha viro baixinha também pois só tenho 2 cm a mais que a Barreth 😀

    Responder

    1. Epa… E eu que só tenho 1,54?? Abafa o caso, por favor. Vamos falar de outras coisas, risos.

      Antes o moço tivesse se declarado aquela hora que ele desistiu, não é não?

      Responder

  2. Querida Simone,

    Como eu disse, recentemente, em um de meus comentários sobre NCIS, eu já cansei de Gibbs e companhia ltda, mas eu não poderia deixar de elogiar o ator Enrique Murciano e, também, não posso largar de ler todos os seus posts mais novos.

    Eu conheci o lindo e talentoso Murciano, em Whitout a Trace, série maravilhosa, que eu já não assisto há algum tempo. Olhe, que eu não gosto de rapazes com cara e jeito de amante latino, porém eu abro uma exceção para Murciano. Ele é nota 10! Charmoso, elegante, pelo menos, em Without a Trace, eu adoro vê-lo, na tela.

    Eu queria que o personagem dele ficasse, realamente, com Ziva. Quem sabe, Tony ainda voltasse para Jeanne Benoit (minha obssessão), apesar da pouca probabilidade…

    Ah, cadê Camila, que adora NCIS?

    Beijos, Gabriela Santana

    Responder

  3. Eu adoro a Ziva ,mas eu não gostei o jeito q ela foi pouco compreensiva com o namorado da CIA, tudo bem descobri q uma pessoa que você confia mente para você é horrivel .
    Porém ela fez isso diversas vezes principalmente nos tempos de Mossad e em NCIS tambem .

    Tony lembrando ela do juramento que todos ele fazem foi legal.

    Responder

  4. Querida Simone, eu esqueci de comentar: nesta foto Sean Murray está parecendo um cachorro gripado e velho. Por que ele tinha que emagrecer tanto e de forma tão radical?

    Quando eu me lembro de Mcgee, nas primeiras temporadas de NCIS, com aquelas bochechas deliciosas e aquele jeito canino e meigo, e comparo com a aparência dele, depois do “esvaziamento”, sinto um grande incômodo. Tudo bem, se Sean queria cuidar do visual e até da saúde, mas, assim, é demais!

    De qualquer jeito, McGee continua sendo o meu mimo, o meu McGee Bear, apesar de eu não gostar mais tanto de NCIS e, até, de ter parado de assistir à dita cuja.

    Beijos, Gabriela.

    Responder

  5. Ah…Simone…não entrei esses dias…muito trabalho e meu computador só fica travando. Voltando ao Enrique Murciano, só assistia o seriado Whitout a Trace por causa dele. Só não gostei da aparencia meia nerd dele. Gosto do Dinozzo e eu ao contrário torço realmente pela Ziva e Dinozzo, mas gostei do Ray. Ei…o Dinozzo vai sair do seriado? O clima tá ficando pesado entre ele e o Gibbs…não vejo o NCIS sem o Gibbs, é obvio, sem Dinozzo, sem Abbs e sem o Duck. Não sei se é pq são oito temporadas com eles deste o início, que não consigo ver o NCIS sem esses personagens.
    Abraço,
    Camila

    Responder

Deixe uma resposta