CSI: NY: Do Or Die (07×17)

O culpado, muitas vezes, é quem menos se espera e acho que aí está boa parte da graça dos seriados policiais, quando a história é bem escrita. Eu realmente não sei se esse é o caso aqui, porque a carinha da aluna desprezada já entregava que ela tinha um grande segredo.

O clima inicial do episódio me remeteu muito a Gossip Girl, seriado que eu nem acompanho, e provou ser fonte fértil para as mais diversas tramas. Saindo do contexto, fiquei lembrando de quando fui visitar um desses conjuntos de prédio de super-alto-mega-padrão, em que você tem de tudo na área comum, da piscina a danceteria, e como eu só conseguia pensar no tanto de pais que compravam apartamento ali acreditando que deixavam do lado de fora os perigos para seus filhos, sem imaginar que ali mesmo seriam encontradas mil formas de fazer coisas erradas – eu jamais compraria um apartamento num conjunto desses, adoro a beleza dos bairros e suas diferenças.

Do or Die mostra um ambiente em que todos são “da mesma classe”, como se isso fosse classificatório, mas que está longe de ser seguro. O assassinato foi horrível? Com certeza. mas não tão menos que o sexo, drogas e preconceito que rolavam nos corredores.

Agora, fiquei com a impressão de que séries e filmes andam criando um padrão de tornar a vítima do preconceito em assassino e não gosto muito não disso.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

5 Comentários


  1. eu csi; ny, e adorei o episódio – achei que tinha muito potencial , mas fiquei me sentindo lesada pelo clichê. me pareceu que não sabiam como terminar, sei lá.
    mas no geral, foi até que bom.

    Responder

  2. Simone, fico vendo esses filmes onde mostra os alunos fazendo de tudo dentro de uma escola menos estudando e, como ja deixei e muito a pre adolescencia e nao tenho filhos, se rola mesmo isso nas escolas para mais ou para menos…. Ou se ainda é ainda o pseudo moralismo americano mostrar o que eles tem vontade de escancara e fazem por debaixo dos panos…. terrivel…
    Outra coisa só pq a pessoa sofre bullying ou preconceito já é motivo para matar alguém…

    Qto ao resto…. adooooro CSINY… no começo fiquei preocupada pensando se ia ter outros comentarios familiares do Danny e da Lindsay de como criar a filha… mas ainda bem q cortaram logo… Mac e Jo como sempre 10….

    Adoro os dois trabalhando juntos….

    Responder

    1. Olha Marcia, eu acho que deve ser sim nesse estilo, justamente por causa do excesso de moralismo. Sabe aquela coisa de o que parece muito perfeito, atrás dos muros ser problemático?

      Também fiquei com medo que o papinho da Lindsay e Danny ganhasse mais espaço, mas resolveram a tempo.

      Responder

  3. fiquei com a impressão de que séries e filmes andam criando um padrão de tornar a vítima do preconceito em assassino e não gosto muito não disso. (TB PERCEBO ISSO).

    E nossa Jo como líder de torcida, heim? E o sorriso de Mack?

    E a terra de marte? (rrss)

    Adorei o episódio!

    Responder

Deixe uma resposta