Damages: It’s Not My Birthday (03×05)

Gente, o que foi isso? Sim, Damages não é um seriado dramático sério, quer dizer, ele é sério, mas nada é realmente o que é, mas não é ficção científica. Nem é seriado de terror, mas aí que tem um cavalo no meio da sala de Patty Hewes. E tem Ellen falando que é uma grande responsabilidade. E que, além do cavalo, tem sangue nas mãos de Patty. E tem o Tio Pete – eu sinto falta do Tio Pete! E tudo parece real demais antes de você descobrir que é um sonho. Um sonho de presente de aniversário. Mas não é seu aniversário.

Sim, a temporada chega à metade e você já tem certeza de qual episódio será classificado como o bizzaro da vez. E eu nem tento entender o significado do tal cavalo, afinal, ele é algo que remete Patty a sua infância e, bem, eu não faço ideia de como foi tudo a não ser pelos estranhos flashs que aparecem sobre sua gravidez precoce. Ou será que até pensar que ele é sobre sua infância é um engano meu?

Assim como posso estar enganada em ter enxergado no comentário de Ellen para Alex, ao invés de “eu quer uma vida”, eu entendi “eu escolhi me manter viva”.

Ainda continuamos tateando quanto a morte de Tom, apenas sabemos que ele ainda teve tempo de ligar para alguém e declarar seu amor – a esposa? Ellen?

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

1 comentário


  1. Já estamos quase na metade da temporada e ainda não tenho muita idéia de quem matou Tom e tudo o que está acontecendo. A certeza que eu tenho é que sempre serei surpreendida por Damages…

    Responder

Deixe uma resposta