Criminal Minds: The Longest Night (06×01)

A temporada passada se iniciou com Hotch buscando vingança e terminou com Morgan caído no chão e a certeza de que ele iria atrás do Príncipe da Noite ainda com a promessa feita para a pequena Ellie de que tudo ficaria bem em sua cabeça. Promessa que ele não conseguiu cumprir.

A Califórnia continua tendo longas noites por conta dos black outs e o príncipe da noite segue numa estranha e assustadora relação com Ellie, uma daquelas coisas que eu nunca serei capaz de entender sobre psicopatas: ao mesmo tempo que não nutrem sentimentos por ninguém, buscam alguém para manter “seu legado” – “seu trabalho”, “sua missão” – após sua partida.

Pequena Ellie que conseguiu ser fria demais durante todo o tempo em que ficou com o assassino. Confesso que não consegui concluir se ela era fria assim ou se foi a atriz que pode não ter desempenhado tão bem o seu papel.

Como não poderia deixar de ser, um episódio centrado em Morgan e em seu modo de buscar justiça. Mesmo entendendo seus sentimentos não pude me furtar de não gostar nada nada da forma como ele tratou Garcia. Sim, a relação dos dois pode até continuar a mesma, mas eu ainda levarei um tempo para perdoá-lo.

Ainda assim, o nível de tensão dele serviu bem para justificar porque praticamente ele foi o único em campo e, também, para justificar o comentário de Reid de que ele tinha pena de Flynn quando o agente o encontrasse.

O segundo personagem a ter destaque acabou por ser JJ. Saindo da confortável posição de ser a interface da equipe com a mídia – mais confortável que a posição dos demais membros da equipe, ok? – ela se torna a responsável por fazer que Ellie seja solta com vida.

Particularmente eu gostei muito dessa virada: primeiro, por Hotch ter deixado a responsabilidade com ela. Segundo, porque ela, de forma totalmente inesperada, não faz o que Hotch a orientou em fazer e coloca seu coração em suas palavras, ela apela para o tal sentimento de continuidade que Flynn coloca na menina.

E a importância do que ela fez é reforçada, já que, enquanto as imagens nos mostram um Morgan cansado, mas reconfortado, é sua a voz que faz a citação da noite:

“Uma família é um lugar aonde mentes entram em contato umas com as outras. Se estas mentes amam uma a outra, a casa será bonita como um jardim florido. Mas se estas mentes saem da harmonia uma com a outra, é como se uma tempestade destruísse esse jardim.” The Buddha

Confesso: não pude me furtar de pensar o quanto ela foi afetada por ter feito isso e o quanto isso não é uma estratégia dos roteiristas para a saída da personagem.

A música que encerra o episódio é Who By Fire com Leonard Cohen, umas das mais marcantes vozes da música canadense, também escritor. Para quem gostou eu sugiro o CD Cohen Live, registro de algumas apresentações do cantor entre os anos de 1988 e 1993, um de seus melhores.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

3 Comentários


  1. PENSAMOS IGUAIZINHAS. ACHO QUE SOMOS SIAMESAS… rs
    AQUELA GARTINHA OU É UM PÉSSIMO TALENTO OU É TÃO PSICOPADA QUANTO SEU RAPTOR. EU NUNCA SABIA SE ELA ESTAVA RINDO, CHORANDO….

    O PONTAPÉ PARA A SAÍDA DA JJ, REALMENTE NÃO ACHEI TÃO ELABORADO ASSIM. ELA FICOU NA MÃO, CLARO (MUITO MAL PENSADO). E LOGO NESSE QUE ELA MOSTROU TANTO SERVIÇO AO TELEFONE – RS

    NÃO VI MOTIVO PARA O MORGAN FAZER AQUELA SANGRIA DESATADA – DE TODOS, É O QUE EU MENOS GOSTO. TRATAR MAL A PENÉLOPE… ELA É A ÚNICA NORMAL ALI.

    Responder

  2. Acompanho a série pela programação americana, não quero desanimar o pessoal que ainda não viu toda a temporada, mas tenho que comentar, oq diabos se passou pela cabeça dos roteiristas nesse ano ainda é um mistério para mim, sempre achei bobagem quando dizem que a série a partir do sexto ano começa a dar sinal de cansaço, mas é exatamente oq está acontecendo com criminal minds, mais algumas péssimas decisões administrativas sem nexo nenhum. Espero realmente que a série se saia melhor nesse fim de temporada, que seja renovada e tenha uma 7ª temporada melhor, como nas anteriores pq gosto muito da série, mas caso contrário, suponho que o cancelamento seja bem vindo.

    Responder

  3. Entao, alem das coisas que vc disse, não sei se foi impressão minha mas achei o episodio fraco…principalmente pra um primeiro de temporada aonde normalmente são episodios otimos.
    Bom, espero que seja apenas impressão. Adoro a serie e não gostaria de ver sua qualidade cair..

    Responder

Deixe uma resposta