Supernatural: Caged Heat (06×10)

Sentirei saudades de Crowley, de verdade. O demônio com pretensões de rei era divertidíssimo, sempre conseguia aprontar algo não previsto, tinha um jeitão super charmoso e servia bem de contraponto para o atual momento de crise dos irmãos Winchester  – nada disso invalida comentários anteriores meus de que essa temporada ainda tá devendo.

Trazer Meg de volta ao cenário como alguém disposto a qualquer coisa para acabar com o demônio irlandês também funcionou bem – ela parece ter sérios problemas em escolher o líder errado – mas foi a cara de mau de Castiel que salvou o dia.

Eu adoro demais esse Castiel praticamente sem fé e bastante desmotivado para seu trabalho, mas ainda ético acima disso, a ponto de continuar se esforçando para arrumar as coisas.

Sam e Dean? Se eu falar para vocês que eu tô gostando mais agora de Sam, em que ele não só não tem mais problema com o fato de não ter alma, como também acha que a troca possa ter sido interessante – eu pensaria o mesmo se colocasse na balança o sofrimento que passamos pelos mais diversos motivos, mas quase sempre ligado ao fato de nos importarmos com algo ou alguém – e não é só isso: a relação dos dois me parece melhor. Por mais que Dean ainda tenha dificuldade de lidar com isso…

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

3 Comentários


  1. E agora…na WC … mais reprises…aiaiaiai…

    e mais hiatus nos EUA…

    … ate o Episodio 11º

    Responder

  2. o que eu temo e que nao terminen a serie, adoro o sobrenatural( tudo que e sobrenatural eu gosto)

    Responder

Deixe uma resposta