Supernatural: Family Matters (06×07)

Ainda bem que eu não havia feito aposta alguma com a Lu sobre os verdadeiros motivos de Sam não ter mais sentimentos: ao contrário de minha aposta nos anjos, a questão é bem mais demoníaca, demoníaca como Crowley, o agora reizinho do inferno.

E nem Castiel, que voltou para ajudar Dean, conseguiu enxergar o que estava por trás do estranho sintoma de Sam, mesmo vasculhando dentro do gartoto.

É claro que, antes de sabermos a verdade, ainda tivemos que enfrentar uns vampiros e aguentar Samuel e seus familiares – não adianta, eu já não confiava no velho, agora então, que sabemos que ele estava todo esse tempo apenas limpando a casa para Crowley, ele conseguiu um lugar especial no meu coração.

Não deixou de ser irônico ele dizendo que não confiava em Dean depois de considerarmos todas as implicações e que foi Sam quem quase acabou por dar um tiro nele, quando ele se recusa a contar porque está trabalhando para Crowley.

O duro, agora, é que os dois irmãos também vão ter de trabalhar para ele, pelo menos até encontrarem outro modo de conseguir a alma de Sam de volta. O que me deixa um pouco mais conformada é que, ao saberem quem está com ela, a coisa fica um pouco mais fácil, mesmo achando que Crowley pode ser um osso bem mais duro de roer que Lúcifer.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

3 Comentários


  1. Falei…esse coisinha da encruzilhada nao e mais um qualquer…

    adoro ele mesmo assim…ahahhaha

    ta dando nojo do Sam neh…

    bjos

    Responder

Deixe uma resposta