CSI: Sin City Blue (10×11)

Então, teve o Nick falando frase de efeito. Ahh, o Greg também fez umas graças. E acabou. E aí a gente percebe que ainda assiste ao seriado por causa do Nick e porque está acostumado.

E aí você vê a Catherine com cara de super mulher pintando o corpo da vítima com pozinho azul a lá Avatar e percebe que eles tinham a intenção de tornar a cena sexy, ou algo assim, e o negócio ficou ridículo.

E aí você lembra que antes as meninas do CSI pelo menos fingiam se importar em não contaminar as cenas dos crimes e que agora elas – Catherine – desfilam com seus cabelões balançantes e mexem neles.

E aí você sente vontade de se enfiar embaixo da almofada do sofá quando Lagston acha que o cara que opera latinos pode ser o tal Dr. Jekil.

E ai você vê ele ainda fazendo pose de bolacha mais recheada do pacote ensinando coisas pro Nick.

E aí você nem se atrave a desligar a televisão antes de assistir outra coisa, se não você vai ficar sendo assombrado pelos fantasmas desse passado que não volta mais.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

2 Comentários


  1. Foste na Ikesaki sábado é? Eu tava no Bom Retiro e ia dar uma esticadinha até lá. Mas o pique e a grana acabaram rsrsrs

    Responder

Deixe uma resposta