CSI: Lover’s Lanes (10×08)

Atualmente eles são tão raros que eu quase não consigo segurar a felicidade quando dou de cara com um bom episódio de CSI. Nem foi um realmente bom, nem foi sensacional, mas um bom episódio de CSI com a equipe trabalhando direitinho, com a verdade de um caso aparecendo assim de bobeira – apesar de ainda achar que Langston não seria o personagem ideal para descobrir isso, falta credibilidade.

E teve outro caso intrincado para ser resolvido e Nick e Greg fazendo bem seus papéis, enquanto dona  catherine só fazia pose andando pela fábrica aonde o corpo havia sido arrastado.

Mas valeu mesmo pela cena final, com a família CSI jogando boliche e fazendo graça. Talvez seja mesmo hora dela se despedir assim, com todos felizes, inclusive os fãs.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

5 Comentários


  1. Adorei esse episódio e a cena da cabeça rolando pel0 negócio do boliche???

    foi incrível, mas concordo com oq vc disse sobre o Langston, ele entrou outro dia no laboratório e já sabe mais que todo mundo?

    Responder

  2. essa questao do langston ter as ideias eu não ligo muito porque foi por causa do conhecimento e do modo d raciocinar que o grissom o convidou para integrar

    Responder

  3. [cont.] essa questao do langston ter as ideias eu não ligo muito porque foi por causa do conhecimento e do modo de raciocinar que o grissom o convidou para integrar a equipe.

    o que me irrita é como alguns personagens pararam de evoluir ou até regrediram – como é o caso da catherine. a sarah não cativa porque não tem constância nas participações. os lab rats sumiram. greg tá na lista dos que pararam de evoluir.

    e os casos já não surpreendem tanto.

    Responder

    1. Você falou bem: o povou evoluiu ao contrário. Eu sinceramente acho que a série deveria acabar por aqui, enquanto não desvirtuou completamente.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *