Criminal Minds: Minimal Loss (04×03)

Criminal Minds Minimal Loss S04E03

*Texto elaborado para publicação no Teleséries

Dizem por aí que esta foi “a” temporada de Criminal Minds. Se estes primeiros episódios foram uma amostra disso, bem, não tenho dúvidas. Minimal Loss foi daqueles episódios que passam muito rápido, pelo simples motivo de que nada na história é dispensável.

E a construção foi tão boa e que o de menos foi a participação de Dylan McKay Luke Perry – mas admito que ele se saiu extremamente bem no papel.

O que realmente valeu foi Prentiss e Reid sendo colocados em perigo, e sabendo agir de maneira a evitar o pior, foi Hotch tendo que confiar em sua equipe, tendo de segurar a ansiedade, foi Derek não tentando salvar o mundo, como ele quase sempre acaba fazendo, foi a complexidade de cada um dos personagens.

E olha que é fácil ficar no clichê quando o assunto é as tais seitas espalhadas pelos Estados Unidos, que agem como se fossem países independentes dentro de outro país. Os roteiristas acertaram a mão ao focar a questão não na religião ou crença, mas na personalidade do líder Cyrus, bem descrito como um sociopata que identifica as necessidades de cada pessoa e, assim, consegue manter todos sob seu controle, mesmo quando age de maneira muito errada.

Mais que uma análise de perfil, o realmente importante neste episódio foi a equipe trabalhando junto, foi perceber as pequenas nuances do quanto conhecer um ao outro foi importante – seja no momento em que percebem que Prentiss mandava um recado ao apanhar de Cyrus, seja quando eles escolhem enviar o horário do ataque na tampa das embalagens de comida.

Reid deu um show. Lembrei bastante de Derailed (01×09). Nos dois episódios Reid usa seu conhecimento da mente criminosa para criar um personagem que cria empatia com o bandido. E mesmo quando ele começa a desafiar Cyrus, citando passagens bíblicas contrárias ao que o pregador está determinando, você percebe que ele está medindo cada passo.

Criminal Minds Minimal Loss

Único furo: fica claro que quem soltou a informação para a imprensa de que ali existia um agente do FBI foi o tal secretário do estado. Ele bem merecia uma punição e tanto pelo que fez. Ahhh, eu também não me importaria de saber como é que Hotch se recuperou dos problemas com o ouvido. Apenas um detalhe, eu sei.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

3 Comentários


  1. Realmente esta temporada de Criminal Minds está espetacular, só nos primeiros episódios já percebemos que os enredos estão mais fortes, não dá mais nem para lembrar do Gideon… parece que foi há milênios que ele participava da série!
    Quanto ao problema do ouvido do Hotch, eles simplesmente esqueceram…

    Responder

Deixe uma resposta