Life: One (02×21)

Life One S02E21

O que aprendemos quando crianças, que um mais um é igual a dois…

Descobrimos que é mentira.

Um mais um é igual a um.

Até temos uma palavra para quando você somado a outro é igual a um.

Essa palavra

É amor.

Eu posso ter reclamado nos últimos tempos. Quem sabe, algumas vezes, eu tenha sido mais dura do que os episódios mereciam. Mas os roteiristas compensaram tudo.

Mesmo quando algo tomou um rumo que eu jamais imaginaria – como Charlie e Dani sendo mais que amigos – acredito que foi encontrado o melhor caminho para oferecer um final adequado. Duro é ficar agora somente na saudade. Duro é ficar com a certeza de que o seriado foi embora muito antes do que deveria.

É triste ter a certeza de que ele acaba por nunca ter encontrado seu público, apesar dos que o assistiam ter se mantido fiéis do início ao fim.

E é engraçado que algo nunca tenha me passado pela cabeça nesse tempo todo: o quanto Charlie deve ter sido atormentado naqueles doze anos na cadeia, e depois disso, pela idéia de não conhecer realmente aquele que era o seu melhor amigo. Alguns podem me dizer que isso foi uma jogada de última hora, afinal, quantas vezes Charlie não mexeu no arquivo da investigação antes disso.

Eu não achei isso não, afinal, ele não sabia o principal até ali: Charlie Crews sempre foi a razão de tudo e seu melhor amigo apenas foi usado para que chegassem até ele. Verossímil? Talvez nem tanto, mas muito mais lógico do que qualquer outra solução que eu achasse.

E os roteiristas só puderam finalizar tão bem as histórias contadas até aqui porque assumiram plenamente que Life não iria ter uma nova temporada. Eu não imagino como eles conseguiram retomar a história a partir daqui. Não consigo imaginar um seriado com Charlie e Dani como um casal, por mais que isso tenha me parecido ideal no meio daquela enorme plantação de laranjas.

Os dois terem esse estalo era natural: eles se olharem de uma forma diferente apenas agora, depois de terem passado pelo que passaram, depois de Dani descobrir que Charlie tentou protegê-la não contanto a verdade sobre seu pai, ver Charlie se entregando para ficar no lugar dela. Charlie entendendo porque ele fez tudo isso. Ainda mais depois de Bodner dizer que conheceu a esposa no trabalho e ver a troca de olhares dos dois – as cenas dos dois, principalmente na mini van, foram muito boas.

E Tidwell? Não sei. No final das contas, ele foi o único que ficou sem um fechamento. O que é uma pena. Ted parte para a Espanha em busca de Olívia, Amanda reencontrando Rayborn e não perdendo seu dinheiro.

LIFE One 02x21

O documentarista morto por Roman, que foi morto por Charlie – numa das melhores cenas que eu já vi; quando ele pegou aquela arma eu ficava imaginando o estrago que ele faria, depois, quando ele mata Roman com apenas um golpe e é deixado pelos capangas na plantação, poxa, uma morte com a cara do seriado.

Bom, esse review já está absurdamente longo – lembra bastante os primeiros textos que escrevi sobre o seriado – e talvez seja somente porque eu não quero me despedir ainda.

Uma curiosidade: a fita Zen que Charlie ouviu desde o episódio piloto é de um filósofo britânico Alan Watts e você pode encontrar algum material dele no You Tube.

Ah, e o que foi aquele hip hop russo tocando ao fundo? Mais um episódio com trilha sonora impecável.

Músicas do Episódio

“A New Beginning” com 26

“Kiss The Sky” com Shawn Lee’s Ping Pong Orchestra

“You Can Save Me” com Sprockets

“Zachem Ya (Stars)” com t.A.T.u.

“Zowie” com Godshills

“King Ring” com Seryoga

“Afterlight” com Clayhill

“Hard Heavy Rain” com Blue Light

“More Than Alive” com Hayden

“Lifelong Lullaby” com Will Derryberry

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

12 Comentários


  1. Nossa Simone que review lindo! Realmente eu me emocionei com este último episódio. Foi perfeito! Realmente é trist e se despedir de Life, uma série inteligente, diferente. Acho que o público está muito focado em séries clchês e facéis de entender demais e deixam uma série mais densa de lado. Mas valeu a pena assistir cada episódio. Life vai deixar muitas saudades.

    Responder

  2. Podia não acabar nunca. É o tipo de série que mexe com você, muda até mesmo seu estilo de vida (estou comendo mais frutar :P)
    Life é a melhor série de todos os tempos e esse episódio foi incrível!

    Responder

  3. Oi Simone, depois da minha pergunta por email, vi este post. Linda a fala do episódio que vc citou. Realmente foi um final de mestres.
    Que vc tenha um ano ótimo, e saiba que ganhou mais uma fã.
    beijos da Walll

    Responder

  4. ok só pq eu so estou vendo a série agora, mas oq aconteceu com a rachel?
    ela voltou para LA?

    Responder

  5. ADOREI o Post. Parabéns!
    Comecei assistir a série agora, um amigo me emprestou a 1ª temporada… fiquei triste em saber q acabou. Que coisa heim! Amei o dedetive, bem humano.
    Adorei a trilha sonora, ja tentei encontrar a mas tá dificil.

    Responder

    1. Oi Lu, realmente foi uma pena, era muito inteligente. A trilha hoje é praticamente impossível, tenha a da primeira temporada, mas foi no tempo em que o Mininova era o site de torrents…

      Responder

  6. Life deixou saudades, foi antes do que devia, e foi uma das sérias mais lindas. Contrastatava a violência com o modo zen de Crews, mostrava um modo de viver natural, e depois convenhamos, o ator deu um charme especial ao personagem que ja foi bem escrito. A inteligência, a beleza, e o modo diferente de combater os problemas fez de life imbatível no seu estilo de policial.
    Tenho o ultimo episódio e vejo e revejo a mais de um ano. Quando bate a saudades vou la e repasso, e não sei quantas vezes coloquei na parte que Reese sai do carro e eles quase se tocam, daí pra frente só emoção.
    Como a Simone disse, quando no carro Crews ouviou de Bodner que a mulher que ele ama (a esposa) era sua parceira, e o olhar de Resse quando ele retorna depois de ter matado Roman. Enfim, perfeito em tudo até nas músicas.
    Saudades saudades

    Responder

  7. Descobri esse seriado ano passado e simplesmente me apaixonei. É triste ter acabado mas acho que isso fez dela o que é. Quanto mais se estende, menos sentido tem. acredito que as duas temporadas foram suficientes para esclarecimento da história. Adorei seu post.

    Responder

    1. Oi Grace, sim sempre tem os dois lados da historia, quantas series não se perderam, tipo Supernatural, porque o povo fica adiando o final por conta da grana da audiência, não é? Mas Life foi uma serie marcante, assim como Homeland, nova serie do Damien.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *