Brothers And Sisters: Two Places (02×06) e 36 Hours (02×07)

Parece que o meu negócio é fazer review de Brothers And Sisters de dois em dois episódios. Fiz há duas semanas atrás, na esperança que colocasse as coisas em dia, mas me enrolei e estou aqui, de novo, com a esperança que agora eu tome vergonha na cara (nem vou falar de Monk, que além de não ter feito review ainda perdi o episódio do domingo passado e só me toquei agora)

Two Places (02×06) foi um episódio muito triste. A volta do vício de Justin afetando a todos da família, Kitty enfrentando a perda do bebê, Sarah e sua difícil separação, Kevin e as dificuldades de um relacionamento a distância, Tommy e seu caso com Lena, Robert se sentindo culpado porque, em primeiro lugar, ele nem queria um outro filho.

Mas, o principal, é Isaac. Eu me apaixonei pelo personagem de Danny Glover. Ele dá uma seriedade a campanha de Robert que eu não conseguia ver antes, ficava parecendo que estavam todos brincando de política. Ele traz a sensatez da idade… Seu tom de voz transmite confiança (apesar de Robert não confiar nele).

brothers-and-sisters-two-places-9

Muitas outras coisas são óbvias demais: Scotty e Kevin. Com os dois tão próximos é só questão de tempo para vermos desabar o relacionamento a distância de Kevin. Convenhamos, ele e Jason mal tinham começado seu relacionamento quando ele foi viajar, não existe uma base sólida para segurar tanta pressão… Ainda mais com Jason nem dando notícias (sejam lá quais forem seus motivos).

E a cena de Scotty apresentando as opções de filmes para Kevin (romântico, leve ou, no caso dele querer matá-lo O Exorcista) foi meu trecho preferido. Outra trecho muito bom: quando Rebecca joga na cara de Justin que, não importa quantas desculpas ele dê, o que ele quer mesmo é tomar suas drogas.

O que me irritou um pouco foi à história da fuga de Paige sendo o motivo de Joe rever seu comportamento. Foi muito simples, muito rápido. Era preciso algo mais. A história até estava sendo bem desenvolvida, mas finalizaram muito rápido, podiam ter explorado melhor isso, por mais triste que fosse a situação de Sarah (e olha que eu chorei muito com a situação dela).

Ah, música linda no finzinho do episódio não é? Mais uma de Regina Spektor. O nome é A Field Below e foi perfeita como trilha sonora para Nora e Kitty.

36 Hours (02×07) não foi um grande episódio, foi um episódio de passagem, de continuidade. Pior, eles abusaram, de novo, dos problemas de Justin para unir a família. Coitado, não é fácil ser o Walker ao redor do qual eles se unem e mudam de vida, ou não.

brothers-and-sisters36_2

O momento da “intervenção” até foi válido, Justin aproveitando o momento para jogar na cara de um por um o problema que cada um tem. Mas, ao mesmo tempo, foi tão forçado. Mesmo P da vida por todos estarem ali falando da vida dele a atitude não condiz com a pessoa.

Nora toma a pior decisão possível para um problema como esse: deixar que Justin faça sua desintoxicação em casa.

Já Saul resolve se assumir para Nora, depois de ficar todo atacado com Kevin. Kevin que já cansou de Jason, ou da distância dele, e tem o gracinha do Scotty por perto. É só uma questão de tempo agora e, é claro, que isso cria um novo problema: como fica Robert com seu irmão sendo largado pelo irmão da noiva?

Robert que conseguiu melhor um pouquinho no campo político. Continuo com a impressão de que ele está brincando de fazer política, mas pelo menos ele me pareceu mais firme.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

1 comentário

Deixe uma resposta