Amazing Race: 10 x 6 (Kuwait)

Essa temporada de Amazing Race está sendo bastante particular, com coisas novas acontecendo o tempo todo, além do fato de que eu não achei uma dupla pela qual eu realmente queira torcer.

Esse trecho já começa diferente pelo fato da dupla Kentucky (o mineiro e sua esposa) ter uma espada na cabeça tendo que ser os primeiros a chegar, caso contrário sofrerão a penalidade de 30 minutos. Na saída a novidade é que, dentro do envelope com a pista, eles encontram um celular com um foto, além dela apenas o nome do próximo destino, o Kuwait. A maior parte dos times é esperto e descobre, ainda na agência de viagens, o próximo destino: as Torres do Kuwait.

Supreendendo os que saíram em primeiro todo os times acabam no mesmo avião para o Kuwait o que acaba aproximando os últimos colocados. Na chegada ao Kuwait eles devem buscar as famosas torres para obter a próxima pista.

Acho que nunca, em nenhum dos trechos, tanta gente estranha foi carregada pelas duplas competidoras. É um tal de fazer amizade com alguém no avião e depois carregar a pessoa junto para ser guia que eu vou te contar!

Nas torres os times podem optar por realizar o bloqueio ou tentar o Fast Foward. Os irmãos Chow ajudam a dupla Kentucky ao darem a entender que tentarão o Fast Foward. Depois que Kentucky parte os dois voltam para realizar a prova em último lugar. O engraçado foi a reticência das duplas em realizar o Fast Foward, no caso enfrentar um pequeno incêndio controlado vestidos com roupas de segurança.

Eu não vi problema nenhum com a prova, bem mais fácil que o bloqueio em que se tinha que enfrentar uma altura desgraçada para se obter um quebra-cabeça a ser montado pela dupla e que dará a próxima pista.

Aqui fiquei confusa. Achei legal a atitude dos irmãos, afinal Kentucky precisava disso muito mais que qualquer um. Acho que minha certa reticência ao que fizeram se deve mais a minha falta de simpatia pelos Kentucky do que por achar que o que fizeram seria errado.

O casal Kentucky realiza a prova do Fast Foward em questão de minutos e chegam em primeiro ao Pit Stop do trecho.

Amazing race 10×06

As demais duplas realizam o bloqueio e partem para a mesquita da cidade (apesar de uma delas não fazer idéia do que é uma mesquita !!!!!) para obter a pista seguinte. O casal Kimberly e Rob engana a dupla de ChearLeaders a fim de que elas não encontrem o local onde a pista é fornecida. Acho que outra coisa particular dessa temporada é o número de pequenas sacanagens que as duplas acabam apelando.

Acho que a regras do jogo devem ser usadas, quando existe a possibilidade de atrasar uma dupla as outras não devem se sentir culpadas em usar, afinal é a regra do jogo. É ridículo quando alguma delas para na plataforma e diz que optaram por não usar o atraso pois isso não seria legal… Na maior parte das vezes são duplas que usaram sacanagens como mentiras durante o jogo, o que é muito pior.

Well, no desvio as duplas podem escolher entre uma tarefa manual, encher dez sacos de ração e carrega-los por um pequeno trecho ou ir a um lugar onde ocorrem corridas de camêlos, colocar em um camêlo um jocquei-robô em cima dele e orientá-lo com um walk-talkie para que ele percorra todo um trecho.

A maior parte das duplas escolhe a tarefa manual e a dupla de chearleaders me surpreendeu em realizá-la muito bem. Quando elas escolheram a mesma eu pensei que elas teriam problemas pela falta de força fisíca.

Os irmãos Chow, fortinhos como ninguém, acabam se saindo muito bem e se recuperam do tempo que perderam em ajudar os Kentucky e não são eliminados.

Quem optou pela segunda tarefe teve que enfrentar os problemas de localização onde não só a língua falada é outra como você absolutamente não consegue entender o que está escrito, já que o alfabeto utilizado é outro.

Amazing Race 10×06

A dupla Alabama (mães solteiras) e os Modelos se dão bem, acham logo o caminho e cumprem a prova, super rápida e fácil, ganhando posições. Já a dupla Peter e Sarah rodam por horas e horas e quando, finalmente, chegam ao local da prova, depois de passar até pelo local do Fast Foward, nem têm de cumpri-la, indo direto ao Pit Stop.

O que me deixou triste, apenas, foi o fato da eliminação ter ocorrido por um erro de Sarah, que não leu uma informação fundamental no mapa, e não por uma das tantas mancadas do Peter. Ela não merecia isso.

Bom, me conforta saber que depois disso ela pode ter encontrado alguém bem melhor para ela do que aquele vacilão!

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

3 Comentários


  1. Pois é Si, o que me deixou mais feliz foi ela perceber que o Peter não era o homem da vida dela. Eu gosto das Misses, acho que eu tenho mania de gostar de vilao até em reality show. Queria que elas tivessem ido pro FastFoward. A propósito, o que acontece com o Fast Foward é que apenas um pessoa pode pegá-lo. Nesse caso, se as Misses chegassem lá antes do Kentucky, eles teriam que voltar pro Bloqueio, e a essa altura provavelmente já estariam atrás de todo mundo. É arriscado, e como elas estavam em terceiro, preferiram não fazê-lo.

    Responder

  2. Oi Thaís!
    Sei que apenas uma dupla pode aproveitar o Fast Foward, o que me deixou confusa foi a atitude dos irmãos é não saber se gostei ou não… Sabe como é, é uma competição e por causa disso eles poderiam se ferrar, mas ainda sim fizeram, o que atraiu minha simpatia.
    Si

    Responder

  3. Também fiquei triste pela Sarah. Preferia ver eliminados o Rob e a Kimberly. As misses são bem escrotas, mas acaba virando aquele tipo “adoro-odiar”, sabe?
    Minha torcida é pro Cho Brothers, Alabama e Kentucky. Achei legal dos asiáticos terem botado o pescoço na linha pra salvar os amigos. Ainda tem gente decente neste mundo! 🙂

    Responder

Deixe uma resposta