Falar de Supernatural ?

 

second season finale

Falar que Supernatural cresceu vertiginiosamente nesta segunda temporada é chover no molhado.O que começou como um seriado adolescente cheio de referências ao mundo da televisão, música e cinema ganhou profundidade, falou de assuntos sérios, abordou os relacionamentos humanos e… Ainda não se levou a sério.
A sequência de dois episódio que foram a season finale do segundo ano deveriam ser um especial de duas horas e valeriam muito mais que muito filme de cinema.Ela teve ação de todo tipo, teve drama (ou você quase não enfartou quando viu Sam caindod e joelhos com uma faca enfiada nas costas e Dean chorando e chamando por Deus?), quem sabe só tenha faltado um pouco do humor a lá Winchesters, mas nem deu para sentir falta.
Na primeira parte vemos Sam desaparecendo de um restaurante de beira de estrada e acordando em uma cidade deserta junto com outros garotos da mesma idade, incluindo nossa já conhecida Ava. Enquanto Dean pede ajuda a Bobby para encontrar o rapaz, Sam descobre que todos que estão ali tem algum tipo de dom e foram trazidos pelo demônio de olhos amarelos para competir entre si, com direito apenas a um único vencedor, que liderará seu exército do inferno (?!?!).
Além disso, o demônio mostra o que realmente aconteceu na morte da mãe de Sam (sinistro, ela já o conhecia antes daquele dia) e conta que matou Jéssica pois ela estava tirando Sam do caminho que ele devia seguir (sair perseguindo demônios e desenvolvendo suas habilidade).Ava é a que está lá a mais tempo e, já tendo entrado no jogo do demônio e matado Andy, acaba com o pescoço quebrado por Jake, um ex-militar.
A disputa final fica entre Sam e Jake, e o cara, que tem uma força fenomenal, acaba levando vantagem. A primeira parte acaba com Sam com uma faca atravessando sua espinha e Dean, que chegou na cidade do exato instante que lhe permitiu vendo o irmão sendo assassinado, segurando-o.
A segunda parte começa com um preview de tudo que já vimos no seriado, com especial destaque para o encontro de Dean com a “demônia” do cruzamento, que sabia do acordo feito pelo pai deles para que ele continuasse vivo.
O próximo passo do Winchester fica claro. Em troca do retorno de Sam ele fica com apenas mais um ano de vida.
De volta a casa de Bobby, que na hora que vê Sam vivo entende exatamente o que aconteceu, os irmãos precisam entender tudo que está acontecendo para conseguir pegar Morgan. Bobby  e Dean saem para buscar algo no carro, o que permite a Bobby dar uma bela bronca no rapaz e lembra-lo que somente ele que nãos e valoriza, mas que ele tem valor sim. Ellen acaba aparecendo por lá, tendo sido a única que sobreviveu ao incêndio no bar.
Sam, com ajuda de um mapa deixado no cofre por Art, acaba entendendo o que está acontecendo: Colt, o criador da arma que mata demônios, construiu uma série de ferrovias, que se cruzam de maneira a formarem uma pentágono. No meio do pentágono um cemitério. Nenhum demônio conseguiria entrar nesse espaço, com exceção de Jake, que ainda não é um demônio e poderia abrir um portal.
Os rapazes chegam ao local em cima da hora e, numa cena muito legal, Jake, que após matar Ava que havia matado Andy, mostra que tem um novo poder, fazendo com que Ellen aponte a arma para sua própria cabeça.
Todos abaixam suas armas e Jake coloca a Colt no centro do portal, abrindo as portas do inferno. Sam consegue derruba-lo e matá-lo, diga-se de passagem com um olhar bem demoníaco, enquanto Bobby e Ellen tentam fechar o portal e Dean parte atrás do demônio de olhos amarelos.
O pai dos meninos é um dos espíritos que saem pelo portal, derrubando o demônio quando este está prestes a matar os dois garotos.
Foi muito legal ver John de volta, mesmo tendo sido uma inserção digital que não permitiu eles interagirem juntos, e fica no ar o que teria acontecido com ele. Será que ele voltou ao inferno? Será que por ter ajudado os filhos ele pode ir para o céu (ou algo to tipo)? Será que ficou vagando pela Terra e poderá ajudar seus filhos na próxima temporada?
E olha que os dois vão precisar de muita ajuda: o demônio de olhos amarelos morreu, mas centenas de demônios conseguiram deixar o inferno antes que o portal fosse fechado e Dean e Sam têm de procurar um jeito de conseguir reverter o acordo de Dean com o demônio, sem que isso cause a morte de Sam.
É, a terceira temporada promete… Acho que, enquanto isso, vou comprar o box das outras duas para tentar administrar a ansiedade. 

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

7 Comentários


  1. Adorei seu comentari, mas Morgan?
    Dá onde vc tirou esse nome?
    Foi um final de temporada incrivel agora que venha a 3° que promete.

    Responder

  2. Ih, me confundi toda, risos.
    Morgan foi o papel dele em CSI. Esse cara já participou de tudo quanto é seriado que eu assisto.
    A ficha dele no IMDB é quilométrica, risos.

    Responder

  3. Amo, Supernatural, achei os dois ultimos capitulos o máximo. Agora é só esperar a 3º temporada que promete ser legal.

    Responder

  4. eu amo o seriado sobrenatural assisto desde que começou
    eles estão evoluoindo a cada temporada e nos deixando cada vez mais feliz!!!

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *