Cinema: A Justiceira

Se você cresceu assistindo a filmes de ação, certamente é fã daquela trama clássica do gênero, onde o herói tem sua família dizimada por bandidos e sai em busca de vingança.

Bastante comum nos anos 90 e 2000, esse tipo de história ganha novo vigor com o lançamento de A Justiceira, que chega aos cinemas nessa quinta (18) prometendo um novo gás para os filmes policiais.

Mudando um pouco o cenário padrão, dessa vez temos uma mulher como “mocinho” da história. E a interprete da heroína não poderia ter sido melhor escolhida.

Marcando o retorno de Jennifer Garner aos filmes de ação, depois de dar vida a uma das personagens femininas mais marcantes dos quadrinhos, em Elektra, A Justiceira chega pronto para agradar fãs do gênero, além de inserir uma personagem mulher em uma trama tipicamente masculina.

Para tanto, em A Justiceira temos Riley North (Garner), que tinha uma vida tranquila no subúrbio, ao lado de seu marido, Chris (Jeff Hephner), e de sua filha, Carly (Cailey Fleming). No entanto, sem esperar por isso, na noite do aniversário de dez anos da menina, Riley presencia o assassinato de sua família.

Apesar de seu testemunho, os criminosos são inocentados. O sistema corrupto de policiais e juízes faz crescer em Riley o desejo de vingança. Fazendo desse desejo a sua motivação pessoal, a personagem passa anos escondida, treinando corpo, mente e espírito para voltar com tudo e fazer cada um dos seus malfeitores pagar pelo o que fizeram.

É assim que nasce A Justiceira, uma heroína que faz justiça com as próprias mãos, ao mesmo tempo que divide opiniões dentro da sociedade: até que ponto é correto buscar compensação dessa maneira?

Longe de tentar tomar um lado, o longa coloca a questão para jogo e nos brinda com cenas incríveis de ação. Garner está, como sempre, um passo além em sua interpretação, trazendo uma personagem durona e capaz de brigar em alto nível com quem quer que seja.

Sem dúvida, um filme de ação que não deixa nada a desejar para os fãs do gênero.

O elenco conta ainda com John Gallagher Jr, John Ortiz e Annie Ilonzeh. O roteiro é assinado por Chad St. Jones. Com produção Lakeshore Entertainment e Huayi Brothers, direção de Pierre Morel, A Justiceira tem distribuição brasileira Diamond Films. A estreia no Brasil está prevista para 18 de outubro.

Escrito por Tati Lopatiuk

Tati Lopatiuk é redatora e escritora em São Paulo. Gosta de romances em filmes, livros e na vida. Suas séries favoritas são Gossip Girl e Breaking Bad. Pois é.

Seus livros estão na Amazon e seus textos estão no Medium.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *