Legends Of Tomorrow: Crisis on Earth-X, Part 4 (3×08)

Ainda em clima de Liga da Justiça (eu amei o filme, vocês também?), foi delicioso assistir a este crossover entre as séries The Flash, Supergirl, Arrow e Legends Of Tomorrow. Além de trazerem inimigos que realmente assustam – afinal, eles estavam enfrentando a versão má deles próprios – os roteiristas não economizaram na emoção, principalmente na triste despedida de Stein.

Eu ainda tinha esperança, quando este episódio começou, que ele pudesse simplesmente abandonar a vida de herói para ficar ao lado da família. Do outro lado, sabemos que não existem coisas como ex-herói ou ex-supervilão, não é verdade?

De qualquer forma, ainda que eu preferisse um final feliz, o roteiro soube trabalhar direito a despedida não somente de Stein e Jax, importante, afinal eles dividiam tudo que sentiam e pensavam, como a despedida dos demais membros da equipe daquele que muitas vezes atuou como pai de todos eles.

Mais: adoro essas realidades distópicas que mostram o que aconteceria com o mundo caso os nazistas tivessem sido vitoriosos na guerra. Provavelmente gosto muito porque sei que estão bem longe do que aconteceu e, sem segundo lugar, porque me lembram que mesmo que isso acontecesse, ainda teríamos gente lutando pelo certo.

E, neste caso, quem lutava eram os heróis de verdade, em que os inimigos enxergam como fraqueza não deixarem os amigos para trás. Neste caso, depois da dolorida perda de Stein, isso significou não entregar Supergirl para ter seu coração arrancado. Vamos dizer que motivações pessoais sempre funcionam bastante bem em disputas deste tamanho.

Além disso, nos sobrou um final bem ao gosto dos brasileiros com não um, mas dois casamentos: Barry e Iris (gente, continuo achando essa moça uma mala sem alça) e Oliver e Felicity (já esta, adoro).

P.S. Sim, eu ainda achei o crossover melhor que o filme Liga da Justiça, ainda que tenha gostado muito do segundo. Além de toda a questão dos vilões, aqui os heróis tem uma ligação mais forte entre si.

P.S. do P.S. Adorei os rebeldes da Terra X. Snart e Ray nem chegaram e já ganharam meu coração. Por mim o casal vinha para o “nosso mundo”, na boa.

P.S. do P.S. do P.S. Na parte 3 tivemos Iris e Felicity, sem poderes, conseguindo salvar Supergirl. Eu simplesmente adorei isso!

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

1 comentário


  1. Eu amei esse crossover, cheio de referências que até o Cisco se esbaldou fazendo.
    Eu shippo por demais o Barry com a Kara ou Flash com a Supergirl, Barry e Iris é duro de engolir, já a Felicity e Oliver eu apoio demais.
    Ver o Snart é de alegrar o coração mas queria ver de volta a amizade que ele tinha com a Sarah pois era muito boa.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *