Grey’s Anatomy: Ain’t That a Kick in the Head (14×04)

Episódio sobre Amelia narrada por Amelia. Tem como a gente gostar? Claro que não. Ainda assim, no milagre da 14ª temporada, ele não foi insuportável – talvez apenas a parte em que tudo que Amelia fez desde que chegou a Seattle ser atribuído ao tumor em sua cabeça.

Vejam bem, eu entendo que um tumor cerebral possa afetar o comportamento de uma pessoa a ponto de fazê-la agir de forma diferente da que sempre fez, sendo mais aventureiro ou menos, mais estourado ou mais passivo, mas decidir mudar de cidade, um enorme passo em sua carreira, casar com alguém? Não dá para colocar tudo isso na conta do tumor tudo isso, não é verdade?

Então o final do episódio nem foi surpreendente, após os primeiros momentos da recuperação – que foram bem legais, com ela tentando se comunicar com os demais sem sucesso, DeLuca lhe forçando a levantar da cama enquanto ela sentia dor, sugerindo que ela tomasse a medicação e tendo de entender seu olhar dizendo não -, a Amelia que aprendemos a não gostar ainda estava lá e algo me diz que pouca coisa vai mudar.

Talvez apenas ela use isso como desculpa para encerrar o casamento com o Owen e, aqui entre nós, qualquer desculpa vale para acabar com a palhaçada.

Mas o episódio não foi só sobre Amelia (Thanks God): Nathan consegue trazer o filho de Megan para os EUA, uma daquelas surpresas de roteiro que de vez em quando Grey’s Anatomy ainda consegue pregar na gente, com a aproximação de Maggie e Jackson acontecendo de forma lenta, ainda que seja mesmo estranho ouvir a mãe do cara falando de vocês dois como irmãos, e Jo tendo de encarar o quanto sua fuga de seu marido pode limitar a sua vida, não é uma decisão fácil, depois do que ela passou, correr o risco de ser encontrada.

P.S. Alguém mais achou que a irmã do DeLuca não gostou muito da ideia pacote completo, Arizona+filha?

P.S. do P.S. Ben treinando em força total. É tão bom vê-lo com Bailey, duro é pensar que a calmaria vai acabar logo que ele contar sobre seu desejo de se tornar um bombeiro.

Escrito por Simone Miletic

Formada em contabilidade, sempre teve paixão pela palavra escrita, como leitora e escritora. Acabou virando blogueira.

Escreve sobre suas paixões, ainda que algumas venham e vão ao sabor do tempo. As que sempre ficam: cinema, literatura, séries e animais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *