Guardar dinheiro de real em real (ou vivendo além de pagar os boletos)

Há algumas semanas publiquei uma foto em meu Instagram e na fanpage do blog que gerou mais comentários que qualquer outra. Nestaa, que estampa este texto, a confirmação de um investimento realizado através do aplicativo do banco Sofisa Direto. Na legenda comentei que tinha começado o plano de guardar R$1 real para cada semana na esperança de conseguir fazer algo além de pagar boletos com o dinheiro que entra mensalmente.

A questão é que andamos, acho que a maioria, vivendo com o orçamento apertado, tanto que é comum as piadas relacionadas ao fato de que o salário cai no dia 05 e no dia 06 já não existe dinheiro na conta ou que anda sobrando mês no salário. Aqui em casa temos vivido isso há meses e a grande verdade é que temos feito muitas manobras nos pagamentos para dar conta de tudo.

Pois há uns meses participei do lançamento do Sofisa Direto. O Sofisa, a instituição, já existe há 55 anos, mas só neste ano que ele ganhou esse, chamaremos assim, braço digital: você abre e administra sua conta corrente através de um aplicativo e não existem agências físicas, taxas ou tarifas.

Acabei, no evento, abrindo uma conta, mas ela ficou lá parada até que eu resolvi que ia guardar alguma coisa. Qualquer coisa.

O ponto de partida foi encarar o Desafio das 52 Semanas e, para ele, usar justamente uma conta que eu não movimento no dia a dia: longe dos olhos, longe do coração, não é? O desafio consiste em você guardar um pouquinho toda a semana, aumentando esse pouquinho por semana, ao longo de um ano inteiro.

Você pode escolher guardar R$1, R$5 ou R$10 (se sobrar mais, você pode guardar mais também) e então multiplicar esse valor pelo número da semana em que você está no desafio, assim você guardará R$ 1 na primeira semana, R$ 2 na segunda, R$ 3 na terceira, sucessivamente, caso tenha optado pela opção de R$ 1, como eu mostro na tabela abaixo:

Se eu seguir direitinho o que está na tabela, após 52 semanas eu terei guardado R$ 1.376, o que é um ótimo valor para quem, ao longo dos últimos anos, não conseguiu manter uma poupança constante (eu até poupava, mas o orçamento apertava e eu ia lá e resgatava).

E aí vem o segundo detalhe que parece ter atraído em minha postagem: no caso do Sofisa Direto, e de outros bancos dessa nova leva de bancos digitais, você pode investir mesmo que só tenha R$ 1,00. E, quanto mais tempo você puder deixar o dinheiro aplicado, melhor taxa você consegue. Então, ao invés de colocar esse dinheiro no cofrinho (ou naquela poupança que vira e mexe eu resgato), eu fui e investi.

Uma amiga comentou na foto: nossa, mas só isso de rendimento? Então, como eu disse, as taxas vão melhorar quanto mais você puder investir e quanto mais tempo você puder deixar esse dinheiro parado. Além disso, você pode optar por uma correção pré ou pós fixada. Enquanto no primeiro caso você garante que terá aquele rendimento projetado, na segunda você arrisca e pode tanto ganhar bem mais do que no pré fixado, como ganhar menos.

O “só isso” para alguém que tem bastante dinheiro para investir por mais tempo, pode significar o “tudo isso” para alguém que realmente está apertado de grana e a ideia principal é mais “guardar algo” do que “ganhar algo”.

Eu tenho feito a transferência da soma dos reais do mês para o Sofisa logo que recebo e no dia seguinte aplico com liquidez de 6 meses. A ideia é quando resgatar cada “lote” eu o reaplique por um período mais longo – ou quem sabe eu pego confiança de que esse dinheiro pode ficar guardado por mais tempo e já opte por planos diferentes logo na primeira aplicação.

A sensação de estar fazendo isso é um tanto semelhante a que tenho quando vejo que bebi água o bastante ao longo de dia: que bom que eu fiz algo por mim. Pode ser simples, mas um primeiro passo.

Se você se interessou em fazer algo assim, neste link você pode baixar a planilha de investimento que mostra quanto você precisa guardar a cada semana e o total que você terá ao final do período de 52 semanas. Nela você também poderá alterar o valor semanal de R$ 10 para o valor que quiser. Ao alterar a data inicial do projeto você também saberá em quais dias deve guardar os valores seguintes.

Para abrir uma conta em um destes bancos digitais as opções são muitas: o Sofisa, que já citei, o Original, o Neon, a Nuconta (do Nubank do cartão de crédito sem taxas) e o Intermedium são outros, mas é importante verificar o que cada um oferece em seu pacote gratuito para não acabar pagando taxas extras. O Neon, por exemplo, oferece apenas uma transferência mensal gratuita, o Original não é gratuito, mas tem um pacote mais em conta que a maior parte dos bancos tradicionais, de R$ 9,90,

Espero que o post tenha sido útil e que a gente possa fazer algo além de apenas pagar os boletos, como por exemplo planejar aquela viagem dos sonhos.

Gostou do Texto?

Cadastre seu email e receba novos
textos por email:

Um comentário em “Guardar dinheiro de real em real (ou vivendo além de pagar os boletos)”

  1. Fabiana Neves
    Fabiana Neves 27/11/2017 em 4:54 pm

    Obrigada pela dica Simone! Vou pesquisar mais sobre o Sofisa Direto já que pelo que entendi, não exigem limite mínimo para aplicação.
    Por aqui também ando rebolando e muito para dar conta dos boletos e nunca sobra dinheiro pra guardar.
    Mas vou tentar o desafio como se fosse mais um “boleto” pra pagar, só que desta vez o dinheiro volta pra gente né. 🙂

Deixe seu Comentário